Longas

7 motivos para não perdermos Slum Village na Ericeira segundo Mr Mute

No dia em o que colectivo Detroit sobe ao palco Sumol, o DJ Bernardo Mr Mute, seguidor do grupo desde a sua fundação, partilha uma série de argumentos de peso para não deixarmos escapar a actuação do trio da Motor City.

Ler +

A Caminho de SWISH II: Watch The Throne – um trono, duas coroas

Na senda do próximo álbum de Kanye West, Rui Miguel Abreu revisita o projecto colaborativo de Yeezy com Jay-Z.

Ler +

Sons & Visões (com batida) II

A segunda parte de uma história videomusical do hip hop assinada por João Pedro da Costa.

Ler +

7 razões para surfar até à Ericeira e apanhar Chance The Rapper ao vivo

Vem de Chicago, fala em universidades, mas ainda não tem grandes conteúdos disponíveis na novíssima Apple Music. Chance the Rapper é dono do seu destino e esta noite apresenta-se na Ericeira, no Sumol Summer Fest. E nós sugerimos uma série de razões para não o perderem.

Ler +

Old Manual: EE, dance music e sonhos bizarros

Old Manual aka Manuel Robim é português, reside em Londres e acaba de editar na sua AVNL Records EE, o seu terceiro álbum. Inês Coutinho conversou este que é um dos produtores mais únicos da nova vaga de música electrónica portuguesa sobre este novo projecto, influências e a editora que fundou com Marie Dior e RAP/RAP/RAP.

Ler +

Kendrick Lamar: menino prodígio

Uma nação sob um groove e quem comanda a banda responde ao nome de Kendrick Lamar: To Pimp a Butterfly está a ser descrito como um álbum capaz de mudar a face de uma cultura. Neste momento, é o peso do mundo que assenta nos ombros de um rapaz saído de Compton. Pegando no recente lançamento do single “Alright”, recuperamos um ensaio escrito por Rui Miguel Abreu e publicado na Blitz.

Ler +

DJ Marfox e as políticas da dança (II): a integração pelo ritmo e a transformação de Portugal

Há uma revolução cultural a ganhar forma nas periferias de Lisboa e o mundo já tomou o pulso a esse acontecimento. É a Batida de Lisboa que DJ Marfox semeou pelas pistas de dança.

Ler +

Noite Príncipe x Boiler Room: Lisboa a dançar a sua própria batida

A noite foi de residência dos DJs e produtores da Príncipe Discos no Musicbox, só que desta vez não apenas para Lisboa: foi para o mundo inteiro. Uma festa que durou até ao raiar do dia, com Lisboa a despertar sob a batida que nasceu nos seus bairros. Uma reportagem de Ricardo Miguel Vieira.

Ler +

Batida e as políticas da dança: quando o ritmo não ofusca as ideias e propulsiona a revolução

A electrónica não tem necessariamente que ser hedonista e despir-se de mensagens políticas. Batida, a ideia feita música de Pedro Coquenão, é a prova.

Ler +

Mobb Deep: Lisboa virou Queensbridge

O Santiago Alquimista foi um verdadeiro vulcão em erupção no centro de Lisboa. Os Mobb Deep tiveram uma explosiva recepção no café-teatro e “Shook Ones” estilhaçou de vez o ambiente, numa festa em que o público português mostrou ter a lição de história na ponta da língua. Uma reportagem de Ricardo Miguel Vieira.

Ler +