Posts by Rui Miguel Abreu

Hip hop: do Bronx para o mundo

Como qualquer outra cultura, o hip hop não nasceu, foi nascendo. Mas há algumas datas importantes que os historiadores hoje destacam como momentos fundadores de uma cultura que é hoje global. E uma delas foi a 11 de Agosto de 1973, quando Kool Herc promoveu uma festa em que pela primeira vez alinhou os breaks que incendiaram os B-Boys. Um ano mais tarde Bambaataa daria um nome ao que se passava nas ruas. Neste dia de aniversário, recuperamos aqui um texto de 2006 de Rui Miguel Abreu que se foca na origem desta cultura de rimas, de batidas, de breaks e de scratches. Parabéns, hip hop!

Ler +

Tyler & Earl: o futuro é estranho

Tyler anda em tour com nomes como A$AP Rocky; Earl Sweatshirt dá sinais de actividade com o vídeo “Off Top”; e ambos lançaram dois discos que marcaram o presente ano. Este é um ensaio que mede o pulso à impressão digital deixada no hip hop pelos jovens MCs na era da comunicação massificada.

Ler +

5K7s #4

Nem só de downloads ilegais vive o homem: às vezes não há nada como uma boa e velha cassete. Sobretudo se vier com música nova. É o caso de um par destas cassetes, pelo menos…

Ler +

House: A História II

A segunda parte da publicação periódica no Rimas e Batidas dos capítulos do livro “House – A História” assinado por Rui Miguel Abreu e editado em 2006.

Ler +

Leak e like não são a mesma coisa: Dr. Dre e o novo Compton: A Soundtrack

Qual o papel dos media neste novo mapa mundo musical? Pensamentos vertidos directamente para o papel/ecrã de quem procura ainda respostas para perguntas que provavelmente ainda nem sequer foram formuladas.

Ler +

Adrian Younge & Ghostface Killah // Twelve Reasons to Die II

Banda sonora pronta. Aguarda-se a película.

Ler +

Dr. Dre: uma sinfonia de génio em 10 movimentos

Trocando as voltas a meio planeta e surpreendo outra metade, Dr. Dre, gigante que já nada tem a provar – nem sequer ao seu gestor de conta – anunciou que Detox nunca se tornará realidade, mas ao mesmo tempo apresentou Compton: A Soundtrack. Enquanto esse álbum não chega, eis 10 comprimidos para combater a ansiedade.

Ler +

Run The Jewels: “O rap é para os famintos”

Vieram, viram e venceram. A dupla Run The Jewels tomou o Porto de assalto com um set arrasador no NOS Primavera Sound. Antes de subirem ao palco, dissertaram com Rui Miguel Abreu sobre importantes assuntos. Como Meow The Jewels, barbeiros e gatos rappers.

Ler +

Rap e autenticidade: uma velha questão

O ruído gerado em torno do feudo entre Meek Mill e Drake – baseado em acusações de ghostwriting – veio reacender o debate erguido em torno desse eterno mandamento do rap: keep it real!

Ler +

D.D.P.R. // Uma Imagem Mil Palavras EP

O pulsar de Lisboa é inigualável.

Ler +