Clams Casino e Hudson Mohawke assinam remisturas para Dj Shadow

[FOTO] Derick Daily [TEXTO] Rui Miguel Abreu

O ano de 2016 vai, definitivamente, ser fulcral na carreira de DJ Shadow: o produtor californiano não apenas editou um fortíssimo novo trabalho onde conta, por exemplo, com a colaboração dos Run The Jewels – o álbum The Mountain Will Fall – como tem sido incansável em apresentações ao vivo e ainda prepara o aniversário do seu registo de estreia, um disco unanimente aplaudido como um dos melhores de sempre e um importante marco da arte da produção no hip hop – Endtroducing.

O álbum histórico que DJ Shadow lançou na Mo Wax de James Lavelle já teve uma importante reedição, a sua inclusão na série Deluxe Edition do catálogo da Universal (a editora que ficou com os direitos sobre a Mo Wax após a sua aquisição pela A&M) que assinalou a sua primeira década de vida. Agora, DJ Shadow revelou, num podcast com Clams Casino, que pretende assinalar os 20 anos volvidos sobre a edição original de Endtroducing com um relançamento especial que incluirá várias remisturas: “Este ano é o vigésimo aniversário de Endtroducing“, explicou DJ Shadow no podcast Talkhouse, “por isso, ao planear este álbum de remisturas quis oferecer uma nova perspectiva sobre o disco e convidar alguns produtores favoritos do presente e alguns de outras eras para fazerem remisturas”.

 



No passado dia 2 de Agosto, o Rimas e Batidas perguntava, precisamente, se haveria álbum de remisturas de Endtroducing a caminho depois de, numa apresentação em Londres, Shadow ter revelado, a partir do palco, que iria tocar uma remistura exclusiva de Hudson Mohawke para “Midnight In a Perfect World”, um dos temas fulcrais do seu álbum de estreia.

 


dj_shadow_endtroducing_remi_clams


Sabe-se agora, portanto, que pelo menos Clams Casino e Hudson Mohawke estarão a bordo deste projecto, embora se desconheça para já qual o clássico em que o autor do recente 32 Levels possa ter pegado. Levando um pouco mais longe o exercício quase sempre ingrato de antecipação do futuro (como diz o bem humorado adágio, prever o passado é bem mais fácil…), o Rimas e Batidas aposta que El-P possa estar envolvido nas remisturas (afinal de contas a participação de Run The Jewels em The Mountain Will Fall foi o equivalente a uma declaração de amor mútua) bem como Cut Chemist que é um associado de Shadow de longa data. O DJ californiano, conhecido pelos seus gostos eclécticos não deixará também, certamente, de puxar alguns coelhos da sua cartola: o “pormenor” de ter recentemente estado envolvido numa acção promovida por Egon – uma pop-up shop em que vendeu alguns duplicados da sua colecção de discos num evento Rappcats – pode apontar na direcção de uma remistura assinada por Madlib. E um álbum de remisturas que incluísse Hudson Mohawke, Clams Casino, El-P, Cut Chemist e Madlib seria, certamente, um dos discos do ano. Outras hipóteses poderão chegar de zonas mais, digamos, “esotéricas” da electrónica: não esquecer que Nils Frahm é um dos convidados do trabalho mais recente de Shadow. Boards of Canada, Flying Lotus ou Gaslamp Killer poderiam ser outras hipóteses já que representam, mais ou menos obliquamente, algumas linhas de descendência do trabalho do homem de “What Does Your Soul Look Like”. Ficam lançadas as apostas ReB e agora é esperar para ouvir.

 


Rui Miguel Abreu

Rui Miguel Abreu

Crítico musical desde 1989, Rui Miguel Abreu escreve atualmente para a Blitz e integra a equipa da Antena 3. De vez em quando também gosta de tirar o pó aos discos e mostrá-los em público.
Rui Miguel Abreu

Latest posts by Rui Miguel Abreu (see all)