Posts by Rui Miguel Abreu

Ed Motta: “A canção caiu em desuso”

Criterion of the Senses é mais recente investida do músico brasileiro pelos terrenos do soft rock e do jazz de fusão.

Ler +

Ricardo Toscano: “Há sempre espaço para quem é sério e se dedica mesmo a isto”

Um artista honesto que não desiste de procurar uma identidade própria e traduzir uma ideia de verdade com o som que faz.

Ler +

Londres orou aos Gods of Rap numa celebração da história do hip hop de Nova Iorque

DJ Premier, De La Soul, Public Enemy e Wu-Tang Clan transformaram Wembley, em Londres, num templo do rap de outra era.

Ler +

Kathryn Joseph e Lubomyr Melnyk no Theatro Circo: dois pianos separados pelo universo

Dois pianos, dois discursos, duas nacionalidades, dois sexos, duas músicas tão diferentes, unidas afinal num ciclo com a coragem de programar diferente.

Ler +

Lonnie Holley no Theatro Circo: fora da norma, fora do tempo, fora de série

Triunfo absoluto na segunda noite do ciclo Respira! que mais logo chegará ao fim, em Braga, com os concertos de Kathryn Joseph e Lubomyr Melnyk.

Ler +

Alfa Mist no Theatro Circo: novo jazz, novos ritmos e novos rostos no Respira!

A primeira apresentação do ciclo Respira! na histórica sala bracarense fez-se com música do presente apontada ao futuro. Esta noite, o Theatro Circo receberá Rami Khalife e Lonnie Holley.

Ler +

Alfa Mist // Structuralism

A melancolia na ponta dos dedos.

Ler +

Alex Figueira (Fumaça Preta): “Esta banda é praticamente um milagre”

Pepas é o mais recente disco do grupo, sucedendo à estreia homónima e a Impuros Fanáticos.

Ler +

Holger Czukay: o surfista das ondas de rádio

Um músico disposto a encaixar o erro, a procurar aturadamente a perfeição e que nunca escondeu o maravilhamento que o acaso pode revelar quando todas as “ondas” se conjugam.

Ler +

Os Golpe de Estado foram os primeiros a samplar o 25 de Abril

Corria o ano de 1989, a Inglaterra estava ao rubro com a revolução Acid House e, em Portugal, o primeiro registo hip hop estava a 5 anos de distância. Mas os Golpe de Estado de Paulo Abelho e Tiago Lopes já traduziam a história através de batidas e samples.

Ler +