Longas

Rap e autenticidade: uma velha questão

O ruído gerado em torno do feudo entre Meek Mill e Drake – baseado em acusações de ghostwriting – veio reacender o debate erguido em torno desse eterno mandamento do rap: keep it real!

Ler +

Casa das Máquinas I: Linn LM-1

A inauguração de um novo espaço no Rimas e Batidas com assinatura de Manuel Rodrigues dedicado à maquinaria de produção sonora. Neste primeiro capítulo: uma revisita à Linn LM-1.

Ler +

O baú fotográfico e sonoro de Sour Soul de BADBADNOTGOOD e Ghostface Killah

O colectivo canadiano partilhou um pacote digital via BitTorrent aquando do lançamento do disco colaborativo com o co-fundador dos Wu-Tang Clan contendo fotografias soltas das gravações e faixas inéditas.

Ler +

Sam The Kid & Mundo Segundo no Intendente: uma mostra fotográfica

O fotógrafo (e rapper) João Tamura esteve entre o público presente e capturou uma mão cheia de momentos do espectáculo.

Ler +

Michael Rother: era uma vez o Krautrock

Michael Rother é uma figura-chave da música mais exploratória da década de 70: integrou brevemente os Kraftwerk, formou os Neu! e os Harmonia com músicos dos Cluster, colaborou com Brian Eno e quase entrou em “Heroes” de David Bowie. São essas as credenciais que pretende apresentar ainda este mês nos palcos do Milhões de Festa e da galeria ZdB, a 25 e 27, respectivamente. Antes, porém, conversou longamente com Rui Miguel Abreu sobre uma coisa que nunca existiu chamada krautrock.

Ler +

5 motivos para rumarem a Barcelos e fazerem parte do Milhões de Festa

O radialista Joaquim Quadros (Vodafone FM) apresenta uma mão cheia de imperdíveis actos que vão passar pelo festival do Minho.

Ler +

Cakes Da Killa: “A minha música muda consoante o meu humor, mas é sempre rap”

O rapper de Nova Jersey passou por Portugal para apresentar o seu último EP, #IMF. A Bruno Martins falou sobre o seu início de carreira no hip hop, a produção de um álbum e o rótulo queer rap que lhe associam.

Ler +

Roots Manuva no Citadel Festival: deambulações entre Bronx e Kingston

Aquele que é considerado um dos mais importantes artistas hip hop do Reino Unido passou pela tenda Soundcrash do festival de Victoria Park. Ricardo Miguel Vieira esteve lá e conta como Roots Manuva cumpriu num ambiente de dispersão de sentidos.

Ler +

Drake, Nas, Vince Staples, Isaiah Rashad: 4 MCs, 4 dicas inspiradoras

Campanha “Obedece à tua sede” da FADER e Sprite foi em busca das motivações dos rappers para fazerem parte do hip hop.

Ler +

O “processo de fermentação de grooves” de Roots Manuva

Este pode ser um ano frutífero para o mais reconhecido rapper britânico: lançou há poucos meses o EP Facety 2:11 – com produções de Four Tet e Machinedrum – e aponta para o lançamento de um novo álbum. Em conversa com Alex King, o MC de Brixton revê a constante batalha para acompanhar os tempos e o trabalho com alguns dos produtores mais reputados do momento.

Ler +