7 Dias, 7 Vídeos

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Direitos Reservados

Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos?

7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal nos terrenos do hip hop e electrónica. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto de novo, com tanto para espreitar e escutar.


[King Krule] “(Don’t Let The Dragon) Draag On”

O homem está vivo. Na semana passado, King Krule encurtou o caminho para Man Alive! com a belíssima balada “(Don’t Let The Dragon) Draag On”. O tema tem a co-produção do seu habitual colaborador Dillip Harris e retrata o abismo de quem vive com a ideia de que o mundo não é um lugar assim tão perfeito como dizem, auto-medicado com a esperança de saltar fora do buraco negro que é a depressão. O sucessor de The Ooz chega no dia 21 de Fevereiro pela XL Recordings.


[IGORRR] “VERY NOISE”

Gautier Serre arrancou com o projecto IGORRR em 2005, numa fase em que o rock mais duro e o metal mal se dignavam a cruzar com a electrónica. O multi-instrumentista francês editou quatro álbuns até ter assinado com a Metal Blade Records, em 2017, altura pela qual IGORRR passou a ser uma banda, construindo o seu mais recente Savage Sinusoid ao lado de Laure Le Prunenec, Laurent Lunoir e Sylvain Bouvier. “VERY NOISE” é uma nova ode à cena breakcore característica do projecto e antecipa o próximo LP Spirituality And Distortion, que verá a luz do dia a 27 de Março. George “Corpsegrinder” Fisher, vocalista dos Cannibal Corpse, juntou-se ao grupo neste novo trabalho.


[Maudito] “Dá-me Espaço” feat. João Não (prod. Beiro)

Lembram-se de Weis? Podem esquecer o nome. Gustavo Sousa apresenta-se agora como Maudito e tem “Dá-me Espaço” como primeiro resultado da sua mais recente aventura. A canção tem o newcomer João Não no refrão e no gancho de encerramento e foi esculpida em cima de uma produção tribal de Beiro, que levou contribuições de Pedra e Here’s Johnny — o artesão da Superbad assegura ainda a mistura e masterização.


[mavi] “Sense”

Faz parte da lista de artistas para acompanhar em 2020 da Complex, já recebeu o voto de confiança de Earl Sweatshirt e o seu álbum de estreia Let the Sun Talk tem vindo a ser alvo de críticas bastante positivas, figurando até em alguns apanhados dos melhores trabalhos de 2019 ou até mesmo da década que passou. O futuro parece brilhante para Omavi Minder, que em “Sense”, uma das faixas mais tocadas do seu disco e que tem o próprio Earl Sweatshirt na produção, assina um curto mas intenso verso introspectivo, “daqueles que tens de ir ler” mais tarde para acompanhar o raciocínio.


[Wiki] “The Routine”

Não tem sido fácil para Patrick Morales se afirmar definitivamente a solo enquanto um dos mais brilhantes MCs da nova geração. Após o final de RATKING, a verdade é que Wiki se foi tornando cada vez mais numa figura de culto e o seu talento é reconhecido por gente como Madlib, que até produziu “Eggs”, um dos seus últimos singles. Depois de um álbum pela Letter Racer e outro pela XL Recordings, o rapper de Nova Iorque deu-nos OOFIE no final de 2019, que serviu de tecto para faixas com algum replay value como “Pesto”, “Grim” ou este “The Routine”, o mais recente videoclipe a ser extraído do disco.


[Pop Smoke] “Christopher Walking”

Já por aqui tínhamos referenciado a prestação positiva de Pop Smoke ao lado de Travis Scott em “Gatti”. Na semana passada, o rapper aproveitou a boleia para se candidatar ao trono do rap de Nova Iorque, fazendo alusão no título à personagem a que Christopher Walken deu vida no clássico King of New York. “Christopher Walking” mostra a destreza do MC em cima de um beat assinado por Dez Wright, WondaGurl e CashMoneyAP e serve como primeiro avanço do sucessor de Meet The Woo, editado em 2019. Dedos cruzados para que o plano não saia furado: pouco depois do vídeo sair, Pop Smoke foi preso por alegadamente ter tentado transportar um carro de luxo roubado.


[Shoreline Mafia] “Mind Right” feat. Warhol.SS

Lançado em Agosto do último ano, Party Pack Vol. 2 ainda dá frutos para o canal de YouTube dos Shoreline Mafia. O grupo, que tem Fenix Flexin e OHGEESY enquanto principais representantes, continua a trazer o som quente do hip hop movido a sintetizadores e caixas de ritmos da costa oeste norte-americana. Em “Mind Right”, os dois rappers contracenam com Warhol.SS em cima de um beat criado a meias por Ron-Ron The Producer e AceTheFace.

Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira

Latest posts by Gonçalo Oliveira (see all)