Fonseca sobre o EP com Sr. Timóteo: “Vai ser um projecto virado para as emoções”

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Direitos Reservados

Fonseca juntou-se a Sr. Timóteo para desenvolver um projecto em conjunto. “Deixa Que A M*rda Passe” é o primeiro avanço do EP da dupla e tem a participação de Jota.

Este é o segundo trabalho no qual Fonseca se envolve neste ano, ele que editou a mixtape de estreia em 2015 e, no ano seguinte, esteve A Um Traço Da Loucura ao lado de Cripta no primeiro EP feito em colaboração com um produtor, projecto esse que tem o seu sucessor a ser cozinhado neste momento — “Punho Cerrado” foi o primeiro avanço de Domínio Do Delírio, um trabalho que já se encontra “pronto”. “Estamos a tratar dos vídeos neste momento”, revela Fonseca, que coloca o EP com Cripta no topo das suas prioridades.

Para que os seguidores não lhe percam o rasto depressa após essa edição, o rapper da Marinha Grande está também a “limar as arestas” a mais quatro temas com Sr. Timóteo, todos eles produzidos, escritos e gravados em menos de uma semana. “Vai ser um projecto virado para as emoções”, antecipa ao ReB.

“Deixa Que A M*rda Passe” é o single que antecipa o EP que Fonseca está a lapidar com o seu novo companheiro e tem a participação de Jota, habitual colaborador e colega no colectivo Jack Limbo. O nome de Cripta continua presente nesta nova aventura do rapper, ele que assina a filmagem e edição do videoclipe, bem como a mistura, masterização e vozes adicionais presentes no tema que presta homenagem à cidade que os viu a todos crescer.

“Esta faixa foi a primeira a ser feita e, por isso, o tema abordado quase que se escolheu a ele próprio e a participação do Jota faz todo o sentido”, explica Fonseca à nossa redacção, abordando ainda o conceito do videoclipe, que retrata as tardes de convívio e camaradagem entre artistas e amigos num rooftop na Marinha Grande: “Aquela reunião naquele sítio é algo que acontece regularmente e, mal surgiu este som, a decisão foi automática. Era algo que já tínhamos pensado fazer antes e finalmente surgiu o tema perfeito.”

 


Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira

Latest posts by Gonçalo Oliveira (see all)