pub

Fotografia: Direitos Reservados

Uma semana de novidades audiovisuais nos terrenos do hip hop e electrónica pela mão de Gonçalo Oliveira.

7 Dias, 7 Vídeos

Fotografia: Direitos Reservados

[Ratgrave] “Alright” Dois anos após uma primeira investida na Apron Records, os Ratgrave estão de volta, desta vez aliados ao catálogo da Black Focus Records, de Kamaal Williams. A dupla, composta pelo multi-instrumentista berlinense Max Graef e pelo baixista/guitarrista Julius Conrad, descreve-se como um projecto de “electronic P-fusion” e prepara-se agora para editar Rock, o segundo LP. A este “Alright” juntam-se ainda “Instant Toothpaste” e “Theme From Metronome” na lista de avanços já disponibilizados.
[bbno$] “mememe” (prod. lentra) Tornar-se viral é a única coisa que passa pela cabeça de bbno$ neste momento. Por cá, já havíamos detectado que Alexander Gumuchian está a sair-se bem na trajectória que optou para a sua carreira, aquando do lançamento de “bad thoughts”, tema que fez parte do álbum i don’t care at all. Editado há um par de dias, “mememe” é a primeira música nova do artista canadiano desde esse disco e fala-nos exactamente acerca do seu propósito na indústria musical: ​bbno$ está aqui pela paródia e, goste-se ou não, o que importa neste momento é que falem dele. A verdade é que não deixamos de soltar uma gargalhada com tiradas como “Watched Marley & Me and I did not shed a tear, I’m a tough guy”.
[Deb Never & Kenny Beats] “Stone Cold” Já colaborou por diversas vezes com D33J, colega na Wedidit Records de Shlohmo, e teve a sua voz registada em “NO HALO”, dos BROCKHAMPTON, tema de GINGER que serviu de rampa para a jovem cantora de Los Angeles editar o seu primeiro projecto a solo House On Wheels, em Agosto de 2019. Deb Never ainda não é um dos nomes mais badalados no circuito da música urbana mas tem agora uma nova carta na manga: “Stone Cold”, canção inspirada no lendário wrestler da WWE, tem o cunho do prolífico Kenny Beats e pode muito bem ser um aviso para algo de dimensões mais arrojadas.
[Ratgrave] “Alright” Dois anos após uma primeira investida na Apron Records, os Ratgrave estão de volta, desta vez aliados ao catálogo da Black Focus Records, de Kamaal Williams. A dupla, composta pelo multi-instrumentista berlinense Max Graef e pelo baixista/guitarrista Julius Conrad, descreve-se como um projecto de “electronic P-fusion” e prepara-se agora para editar Rock, o segundo LP. A este “Alright” juntam-se ainda “Instant Toothpaste” e “Theme From Metronome” na lista de avanços já disponibilizados.
[bbno$] “mememe” (prod. lentra) Tornar-se viral é a única coisa que passa pela cabeça de bbno$ neste momento. Por cá, já havíamos detectado que Alexander Gumuchian está a sair-se bem na trajectória que optou para a sua carreira, aquando do lançamento de “bad thoughts”, tema que fez parte do álbum i don’t care at all. Editado há um par de dias, “mememe” é a primeira música nova do artista canadiano desde esse disco e fala-nos exactamente acerca do seu propósito na indústria musical: ​bbno$ está aqui pela paródia e, goste-se ou não, o que importa neste momento é que falem dele. A verdade é que não deixamos de soltar uma gargalhada com tiradas como “Watched Marley & Me and I did not shed a tear, I’m a tough guy”.
[VULTO.] “O REI VAI NU.” Viagem microscópica coordenada por VULTO., que realizou o seu próprio vídeo para o tema solto “O REI VAI NU.”. O produtor e mentor do colectivo COLÓNIA CALÚNIA ia a acompanhar L-ALI no palco do ID_NOLIMITS já no próximo mês mas o festival do Estoril foi recentemente empurrado para Novembro devido ao surto de COVID-19. Até lá, há agora mais margem de manobra para outras investidas musicais, como aconteceu ainda durante esta madrugada com o projecto instrumental IXTAN, dado a conhecer através do Bandcamp de Pedro, o Mau como sucessor de EMUNA, de Dezembro passado.
[Deb Never & Kenny Beats] “Stone Cold” Já colaborou por diversas vezes com D33J, colega na Wedidit Records de Shlohmo, e teve a sua voz registada em “NO HALO”, dos BROCKHAMPTON, tema de GINGER que serviu de rampa para a jovem cantora de Los Angeles editar o seu primeiro projecto a solo House On Wheels, em Agosto de 2019. Deb Never ainda não é um dos nomes mais badalados no circuito da música urbana mas tem agora uma nova carta na manga: “Stone Cold”, canção inspirada no lendário wrestler da WWE, tem o cunho do prolífico Kenny Beats e pode muito bem ser um aviso para algo de dimensões mais arrojadas.
[Ratgrave] “Alright” Dois anos após uma primeira investida na Apron Records, os Ratgrave estão de volta, desta vez aliados ao catálogo da Black Focus Records, de Kamaal Williams. A dupla, composta pelo multi-instrumentista berlinense Max Graef e pelo baixista/guitarrista Julius Conrad, descreve-se como um projecto de “electronic P-fusion” e prepara-se agora para editar Rock, o segundo LP. A este “Alright” juntam-se ainda “Instant Toothpaste” e “Theme From Metronome” na lista de avanços já disponibilizados.
[bbno$] “mememe” (prod. lentra) Tornar-se viral é a única coisa que passa pela cabeça de bbno$ neste momento. Por cá, já havíamos detectado que Alexander Gumuchian está a sair-se bem na trajectória que optou para a sua carreira, aquando do lançamento de “bad thoughts”, tema que fez parte do álbum i don’t care at all. Editado há um par de dias, “mememe” é a primeira música nova do artista canadiano desde esse disco e fala-nos exactamente acerca do seu propósito na indústria musical: ​bbno$ está aqui pela paródia e, goste-se ou não, o que importa neste momento é que falem dele. A verdade é que não deixamos de soltar uma gargalhada com tiradas como “Watched Marley & Me and I did not shed a tear, I’m a tough guy”.
[Jam Baxter] “All Clear” feat. Lee Scott (prod. Lenkemz) O último mês de Novembro trouxe-nos Off Piste, um EP composto por quatro temas assinados por Jam Baxter. O projecto foi editado com o propósito de acompanhar o lançamento de um livro com o mesmo título, que conta com poesia, prosa, letras de canções, ilustrações e alguns contos do próprio rapper. O curta-duração, que em Janeiro esteve na mira das críticas musicais da The Wire, viu na semana passada a faixa “All Clear” ingressar no formato de vídeo, que retrata a ressaca de uma festa caseira protagonizada por Baxter e o seu convidado Lee Scott pelas lentes de Vikki Digby-Johns e Dew8.
[VULTO.] “O REI VAI NU.” Viagem microscópica coordenada por VULTO., que realizou o seu próprio vídeo para o tema solto “O REI VAI NU.”. O produtor e mentor do colectivo COLÓNIA CALÚNIA ia a acompanhar L-ALI no palco do ID_NOLIMITS já no próximo mês mas o festival do Estoril foi recentemente empurrado para Novembro devido ao surto de COVID-19. Até lá, há agora mais margem de manobra para outras investidas musicais, como aconteceu ainda durante esta madrugada com o projecto instrumental IXTAN, dado a conhecer através do Bandcamp de Pedro, o Mau como sucessor de EMUNA, de Dezembro passado.
[Deb Never & Kenny Beats] “Stone Cold” Já colaborou por diversas vezes com D33J, colega na Wedidit Records de Shlohmo, e teve a sua voz registada em “NO HALO”, dos BROCKHAMPTON, tema de GINGER que serviu de rampa para a jovem cantora de Los Angeles editar o seu primeiro projecto a solo House On Wheels, em Agosto de 2019. Deb Never ainda não é um dos nomes mais badalados no circuito da música urbana mas tem agora uma nova carta na manga: “Stone Cold”, canção inspirada no lendário wrestler da WWE, tem o cunho do prolífico Kenny Beats e pode muito bem ser um aviso para algo de dimensões mais arrojadas.
[Ratgrave] “Alright” Dois anos após uma primeira investida na Apron Records, os Ratgrave estão de volta, desta vez aliados ao catálogo da Black Focus Records, de Kamaal Williams. A dupla, composta pelo multi-instrumentista berlinense Max Graef e pelo baixista/guitarrista Julius Conrad, descreve-se como um projecto de “electronic P-fusion” e prepara-se agora para editar Rock, o segundo LP. A este “Alright” juntam-se ainda “Instant Toothpaste” e “Theme From Metronome” na lista de avanços já disponibilizados.
[bbno$] “mememe” (prod. lentra) Tornar-se viral é a única coisa que passa pela cabeça de bbno$ neste momento. Por cá, já havíamos detectado que Alexander Gumuchian está a sair-se bem na trajectória que optou para a sua carreira, aquando do lançamento de “bad thoughts”, tema que fez parte do álbum i don’t care at all. Editado há um par de dias, “mememe” é a primeira música nova do artista canadiano desde esse disco e fala-nos exactamente acerca do seu propósito na indústria musical: ​bbno$ está aqui pela paródia e, goste-se ou não, o que importa neste momento é que falem dele. A verdade é que não deixamos de soltar uma gargalhada com tiradas como “Watched Marley & Me and I did not shed a tear, I’m a tough guy”.
[Eminem] “Godzilla” feat. Juice WRLD Music to Be Murdered By aterrou sem aviso prévio no arranque de 2020 e levou o veterano Eminem mais uma vez até ao topo das tabelas de vendas musicais norte-americanas. “Darkness” foi o primeiro tema do disco a ser exportado pra o formato de vídeo, prontamente seguido por “Godzilla”, cuja peça esteve em destaque nesta rubrica mas que desapareceu do YouTube poucos dias depois. Em homenagem a Juice WRLD, Eminem deu luz verde a Cole Bennett, o realizador da Lyrical Lemonade que detectou cedo o talento do malogrado jovem artista, para assinar a segunda e definitiva versão do videoclipe para o tema mais rodado do seu último álbum. O histórico MC de Detroit brilha agora ao lado de algumas das estrelas mais cintilantes da nova geração do hip hop no catálogo da Lyrical Lemonade, como Ski Mask The Slump God, Lil Skies, Comethazine, J.I.D. ou YBN Cordae.
[Jam Baxter] “All Clear” feat. Lee Scott (prod. Lenkemz) O último mês de Novembro trouxe-nos Off Piste, um EP composto por quatro temas assinados por Jam Baxter. O projecto foi editado com o propósito de acompanhar o lançamento de um livro com o mesmo título, que conta com poesia, prosa, letras de canções, ilustrações e alguns contos do próprio rapper. O curta-duração, que em Janeiro esteve na mira das críticas musicais da The Wire, viu na semana passada a faixa “All Clear” ingressar no formato de vídeo, que retrata a ressaca de uma festa caseira protagonizada por Baxter e o seu convidado Lee Scott pelas lentes de Vikki Digby-Johns e Dew8.
[VULTO.] “O REI VAI NU.” Viagem microscópica coordenada por VULTO., que realizou o seu próprio vídeo para o tema solto “O REI VAI NU.”. O produtor e mentor do colectivo COLÓNIA CALÚNIA ia a acompanhar L-ALI no palco do ID_NOLIMITS já no próximo mês mas o festival do Estoril foi recentemente empurrado para Novembro devido ao surto de COVID-19. Até lá, há agora mais margem de manobra para outras investidas musicais, como aconteceu ainda durante esta madrugada com o projecto instrumental IXTAN, dado a conhecer através do Bandcamp de Pedro, o Mau como sucessor de EMUNA, de Dezembro passado.
[Deb Never & Kenny Beats] “Stone Cold” Já colaborou por diversas vezes com D33J, colega na Wedidit Records de Shlohmo, e teve a sua voz registada em “NO HALO”, dos BROCKHAMPTON, tema de GINGER que serviu de rampa para a jovem cantora de Los Angeles editar o seu primeiro projecto a solo House On Wheels, em Agosto de 2019. Deb Never ainda não é um dos nomes mais badalados no circuito da música urbana mas tem agora uma nova carta na manga: “Stone Cold”, canção inspirada no lendário wrestler da WWE, tem o cunho do prolífico Kenny Beats e pode muito bem ser um aviso para algo de dimensões mais arrojadas.
[Ratgrave] “Alright” Dois anos após uma primeira investida na Apron Records, os Ratgrave estão de volta, desta vez aliados ao catálogo da Black Focus Records, de Kamaal Williams. A dupla, composta pelo multi-instrumentista berlinense Max Graef e pelo baixista/guitarrista Julius Conrad, descreve-se como um projecto de “electronic P-fusion” e prepara-se agora para editar Rock, o segundo LP. A este “Alright” juntam-se ainda “Instant Toothpaste” e “Theme From Metronome” na lista de avanços já disponibilizados.
[bbno$] “mememe” (prod. lentra) Tornar-se viral é a única coisa que passa pela cabeça de bbno$ neste momento. Por cá, já havíamos detectado que Alexander Gumuchian está a sair-se bem na trajectória que optou para a sua carreira, aquando do lançamento de “bad thoughts”, tema que fez parte do álbum i don’t care at all. Editado há um par de dias, “mememe” é a primeira música nova do artista canadiano desde esse disco e fala-nos exactamente acerca do seu propósito na indústria musical: ​bbno$ está aqui pela paródia e, goste-se ou não, o que importa neste momento é que falem dele. A verdade é que não deixamos de soltar uma gargalhada com tiradas como “Watched Marley & Me and I did not shed a tear, I’m a tough guy”.
[zé menos] “a queda, exposição” O tema de abertura de um dos álbuns nacionais que mais gostámos em 2019 tem agora um videoclipe que reúne as condições para vir a ser uma das peças audiovisuais mais importantes deste ano para o circuito da música portuguesa. A queda das folhas que levou à primeira exposição de zé menos foi retratada num quadro outonal em movimento por Pedro Carvalhinho, que contou com a ajuda de Catarina David na direcção de fotografia. “a queda, exposição” é um samba que chora para se desprender de dogmas e que sonha em vir a ser muito mais do que uma mera folha caída n’o chão do parque, enquanto brota ensinamentos que deviam vir em manuais para a vida como “cair é voar para quem não tem medo” ou “o desapego é a raiz de todo o altruísmo”.
[Eminem] “Godzilla” feat. Juice WRLD Music to Be Murdered By aterrou sem aviso prévio no arranque de 2020 e levou o veterano Eminem mais uma vez até ao topo das tabelas de vendas musicais norte-americanas. “Darkness” foi o primeiro tema do disco a ser exportado pra o formato de vídeo, prontamente seguido por “Godzilla”, cuja peça esteve em destaque nesta rubrica mas que desapareceu do YouTube poucos dias depois. Em homenagem a Juice WRLD, Eminem deu luz verde a Cole Bennett, o realizador da Lyrical Lemonade que detectou cedo o talento do malogrado jovem artista, para assinar a segunda e definitiva versão do videoclipe para o tema mais rodado do seu último álbum. O histórico MC de Detroit brilha agora ao lado de algumas das estrelas mais cintilantes da nova geração do hip hop no catálogo da Lyrical Lemonade, como Ski Mask The Slump God, Lil Skies, Comethazine, J.I.D. ou YBN Cordae.
[Jam Baxter] “All Clear” feat. Lee Scott (prod. Lenkemz) O último mês de Novembro trouxe-nos Off Piste, um EP composto por quatro temas assinados por Jam Baxter. O projecto foi editado com o propósito de acompanhar o lançamento de um livro com o mesmo título, que conta com poesia, prosa, letras de canções, ilustrações e alguns contos do próprio rapper. O curta-duração, que em Janeiro esteve na mira das críticas musicais da The Wire, viu na semana passada a faixa “All Clear” ingressar no formato de vídeo, que retrata a ressaca de uma festa caseira protagonizada por Baxter e o seu convidado Lee Scott pelas lentes de Vikki Digby-Johns e Dew8.
[VULTO.] “O REI VAI NU.” Viagem microscópica coordenada por VULTO., que realizou o seu próprio vídeo para o tema solto “O REI VAI NU.”. O produtor e mentor do colectivo COLÓNIA CALÚNIA ia a acompanhar L-ALI no palco do ID_NOLIMITS já no próximo mês mas o festival do Estoril foi recentemente empurrado para Novembro devido ao surto de COVID-19. Até lá, há agora mais margem de manobra para outras investidas musicais, como aconteceu ainda durante esta madrugada com o projecto instrumental IXTAN, dado a conhecer através do Bandcamp de Pedro, o Mau como sucessor de EMUNA, de Dezembro passado.
[Deb Never & Kenny Beats] “Stone Cold” Já colaborou por diversas vezes com D33J, colega na Wedidit Records de Shlohmo, e teve a sua voz registada em “NO HALO”, dos BROCKHAMPTON, tema de GINGER que serviu de rampa para a jovem cantora de Los Angeles editar o seu primeiro projecto a solo House On Wheels, em Agosto de 2019. Deb Never ainda não é um dos nomes mais badalados no circuito da música urbana mas tem agora uma nova carta na manga: “Stone Cold”, canção inspirada no lendário wrestler da WWE, tem o cunho do prolífico Kenny Beats e pode muito bem ser um aviso para algo de dimensões mais arrojadas.
[Ratgrave] “Alright” Dois anos após uma primeira investida na Apron Records, os Ratgrave estão de volta, desta vez aliados ao catálogo da Black Focus Records, de Kamaal Williams. A dupla, composta pelo multi-instrumentista berlinense Max Graef e pelo baixista/guitarrista Julius Conrad, descreve-se como um projecto de “electronic P-fusion” e prepara-se agora para editar Rock, o segundo LP. A este “Alright” juntam-se ainda “Instant Toothpaste” e “Theme From Metronome” na lista de avanços já disponibilizados.
[bbno$] “mememe” (prod. lentra) Tornar-se viral é a única coisa que passa pela cabeça de bbno$ neste momento. Por cá, já havíamos detectado que Alexander Gumuchian está a sair-se bem na trajectória que optou para a sua carreira, aquando do lançamento de “bad thoughts”, tema que fez parte do álbum i don’t care at all. Editado há um par de dias, “mememe” é a primeira música nova do artista canadiano desde esse disco e fala-nos exactamente acerca do seu propósito na indústria musical: ​bbno$ está aqui pela paródia e, goste-se ou não, o que importa neste momento é que falem dele. A verdade é que não deixamos de soltar uma gargalhada com tiradas como “Watched Marley & Me and I did not shed a tear, I’m a tough guy”.Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos? 7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal nos terrenos do hip hop e electrónica. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto de novo, com tanto para espreitar e escutar.
[zé menos] “a queda, exposição” O tema de abertura de um dos álbuns nacionais que mais gostámos em 2019 tem agora um videoclipe que reúne as condições para vir a ser uma das peças audiovisuais mais importantes deste ano para o circuito da música portuguesa. A queda das folhas que levou à primeira exposição de zé menos foi retratada num quadro outonal em movimento por Pedro Carvalhinho, que contou com a ajuda de Catarina David na direcção de fotografia. “a queda, exposição” é um samba que chora para se desprender de dogmas e que sonha em vir a ser muito mais do que uma mera folha caída n’o chão do parque, enquanto brota ensinamentos que deviam vir em manuais para a vida como “cair é voar para quem não tem medo” ou “o desapego é a raiz de todo o altruísmo”.
[Eminem] “Godzilla” feat. Juice WRLD Music to Be Murdered By aterrou sem aviso prévio no arranque de 2020 e levou o veterano Eminem mais uma vez até ao topo das tabelas de vendas musicais norte-americanas. “Darkness” foi o primeiro tema do disco a ser exportado pra o formato de vídeo, prontamente seguido por “Godzilla”, cuja peça esteve em destaque nesta rubrica mas que desapareceu do YouTube poucos dias depois. Em homenagem a Juice WRLD, Eminem deu luz verde a Cole Bennett, o realizador da Lyrical Lemonade que detectou cedo o talento do malogrado jovem artista, para assinar a segunda e definitiva versão do videoclipe para o tema mais rodado do seu último álbum. O histórico MC de Detroit brilha agora ao lado de algumas das estrelas mais cintilantes da nova geração do hip hop no catálogo da Lyrical Lemonade, como Ski Mask The Slump God, Lil Skies, Comethazine, J.I.D. ou YBN Cordae.
[Jam Baxter] “All Clear” feat. Lee Scott (prod. Lenkemz) O último mês de Novembro trouxe-nos Off Piste, um EP composto por quatro temas assinados por Jam Baxter. O projecto foi editado com o propósito de acompanhar o lançamento de um livro com o mesmo título, que conta com poesia, prosa, letras de canções, ilustrações e alguns contos do próprio rapper. O curta-duração, que em Janeiro esteve na mira das críticas musicais da The Wire, viu na semana passada a faixa “All Clear” ingressar no formato de vídeo, que retrata a ressaca de uma festa caseira protagonizada por Baxter e o seu convidado Lee Scott pelas lentes de Vikki Digby-Johns e Dew8.
[VULTO.] “O REI VAI NU.” Viagem microscópica coordenada por VULTO., que realizou o seu próprio vídeo para o tema solto “O REI VAI NU.”. O produtor e mentor do colectivo COLÓNIA CALÚNIA ia a acompanhar L-ALI no palco do ID_NOLIMITS já no próximo mês mas o festival do Estoril foi recentemente empurrado para Novembro devido ao surto de COVID-19. Até lá, há agora mais margem de manobra para outras investidas musicais, como aconteceu ainda durante esta madrugada com o projecto instrumental IXTAN, dado a conhecer através do Bandcamp de Pedro, o Mau como sucessor de EMUNA, de Dezembro passado.
[Deb Never & Kenny Beats] “Stone Cold” Já colaborou por diversas vezes com D33J, colega na Wedidit Records de Shlohmo, e teve a sua voz registada em “NO HALO”, dos BROCKHAMPTON, tema de GINGER que serviu de rampa para a jovem cantora de Los Angeles editar o seu primeiro projecto a solo House On Wheels, em Agosto de 2019. Deb Never ainda não é um dos nomes mais badalados no circuito da música urbana mas tem agora uma nova carta na manga: “Stone Cold”, canção inspirada no lendário wrestler da WWE, tem o cunho do prolífico Kenny Beats e pode muito bem ser um aviso para algo de dimensões mais arrojadas.
[Ratgrave] “Alright” Dois anos após uma primeira investida na Apron Records, os Ratgrave estão de volta, desta vez aliados ao catálogo da Black Focus Records, de Kamaal Williams. A dupla, composta pelo multi-instrumentista berlinense Max Graef e pelo baixista/guitarrista Julius Conrad, descreve-se como um projecto de “electronic P-fusion” e prepara-se agora para editar Rock, o segundo LP. A este “Alright” juntam-se ainda “Instant Toothpaste” e “Theme From Metronome” na lista de avanços já disponibilizados.
[bbno$] “mememe” (prod. lentra) Tornar-se viral é a única coisa que passa pela cabeça de bbno$ neste momento. Por cá, já havíamos detectado que Alexander Gumuchian está a sair-se bem na trajectória que optou para a sua carreira, aquando do lançamento de “bad thoughts”, tema que fez parte do álbum i don’t care at all. Editado há um par de dias, “mememe” é a primeira música nova do artista canadiano desde esse disco e fala-nos exactamente acerca do seu propósito na indústria musical: ​bbno$ está aqui pela paródia e, goste-se ou não, o que importa neste momento é que falem dele. A verdade é que não deixamos de soltar uma gargalhada com tiradas como “Watched Marley & Me and I did not shed a tear, I’m a tough guy”.

pub

Últimos da categoria: 7 Dias, 7 Vídeos

RBTV

Últimos artigos