M: “Contraste” antecipa Monólogos

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Direitos Reservados

M lançou “Contraste” pela #Bclnessashit na semana passada. O tema tem produção de Cálculo e antecipa Monólogos, o primeiro projecto de originais do rapper que está na calha para este ano. Márcio Enes assina o videoclipe.

Oriundo de Barcelos, Márcio Ferreira é uma das apostas do autor de Tourquesa no colectivo barcelense que iniciou actividade em 2017. Os primeiros contactos com a cultura hip hop foram através do breakdance e só em 2012 é que explorou a vertente rap pela primeira vez — o regresso de uma estadia em Londres serviu de “clique” para uma aposta mais séria.

“Paisagem”, “Ampulheta”, “Fumo” e “Quadro Familiar” foram os seus primeiros temas e todos fizeram parte de Type Mix, mixtape de apresentação lançada em Março de 2018.

Cálculo é o seu mentor nesta fase em que a música passou para primeiro plano. Para além de partilhar o microfone em “Paisagem” e produzir “Contraste”, o rapper e produtor também foi responsável pela captação, mistura e masterização das criações de M.



[O começo]

“Surgi como b-boy em 2007, numa era que o movimento barcelense estava em ascensão, e assim comecei a entrar no meio . Apesar do breakdance ter sido o primeiro contacto com o hip hop, fui sempre ganhando um interesse pelo rap e escrevendo as minhas letras já nessa altura. Mas só em 2012 gravei o meu primeiro som e comecei a sentir que estava a ficar pronto para tentar fazer a minha cena. Mesmo sendo ainda sons pouco trabalhados, fui fazendo sempre alguns e acompanhando a cena do rap na zona. Até que em 2017 regresso de Londres, praticamente na mesma altura que em que o Cálculo também veio e montou o seu spot. O pessoal começou-se a juntar aí e também noutros spots e ganhei a motivação para apostar seriamente nisto.”

[A ligação a Cálculo]

“Já o conhecia muito antes de se ter iniciado o projecto, de festas e concertos. Entretanto ele foi para fora e, quando veio, calhou numa altura em que andava tudo a preparar os seus projectos, tanto o Mace, como o Relax ou o Saul. Acho que foi isso, a ‘fome’ de fazer som, que fez com que o pessoal começasse a trabalhar e eu também sentisse que estava na altura.”

[“Contraste”]

“Este tema assentou basicamente na ideia da luz e da escuridão como metáforas para o bem e para o mal, respectivamente. Foquei-me nesses ‘contrastes’ com que todos nós lidamos na nossa vida, os altos e baixos, a tristeza e a alegria, o amor e o ódio. Por isso é uma faixa com a qual facilmente toda a gente se identifica. Foi um tema bastante pessoal para mim e abordá-lo, de alguma forma, fez com que deixasse ‘a luz entrar’.”

[Monólogos]

“Lancei a Type Mix no ano passado, no canal #Bclnessashit, mas chegou a altura de fazer um projecto de originais. O EP vai ter o título de Monólogos. Apesar de ainda estar na fase de criação, sei bem a linha que pretendo para este projecto — algo pessoal, curto e conciso. Quero sair da zona de conforto neste EP e puxar por mim ao máximo, já por isso tudo indica que não terei participações. Quanto às produções, posso já adiantar que vai ter beats do Relax e do Cálculo. Provavelmente irá ser tudo made in Barcelos.

Sempre gostei de abordar temas introspectivos e vejo neste EP a oportunidade para o fazer com qualidade, tanto a nível de lírica como a nível de beats. Já tenho a confiança necessária para tocar em certos pontos. Pretendo uma linha mais deep, mais pessoal, sem dúvida.”


Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira