pub

J. Cole, Anderson .Paak, Vince Staples, Stormzy e Joey Badass na lista de mais desejados para 2018

[FOTO] Direitos Reservados

“E Portugal?” Caso não acompanhem os anúncios das datas europeias de artistas internacionais, mais concretamente os norte-americanos, a desilusão é uma constante manifestada nas caixas de comentários associadas a cada nova notícia. Durante o dia de ontem, o Rimas e Batidas decidiu lançar um desafio aos seus leitores para tentar perceber quais são os artistas mais desejados por cá para 2018.

Se o hip hop atravessa uma fase de fulgor única, as escolhas dos leitores ReB só poderiam ir de encontro a essa inultrapassável evidência. Ainda à espera da estreia em Portugal, Joey Badass, Vince Staples, J. Cole, Eminem, Travis Scott, Drake, Childish Gambino, Freddie GibbsSchoolboy Q e A$AP Rocky foram alguns dos nomes mais citados nos comentários. Com actuações em Portugal nos últimos dois anos, Kendrick Lamar, Anderson .Paak e Run The Jewels são paixões assumidas do público português, que, naturalmente, não se importaria de ouvi-los ao vivo novamente. Como seria de esperar, a nova geração de leitores também não nos deixou ficar mal e pediu Brockhampton, Lil Pump, Playboi Carti, Lil Uzi Vert, Mick Jenkins, Isaiah Rashad, Kaytranada e J.I.D.. Imaginem um festival que juntasse todos estes nomes…

 



Na secção “Intemporais”, Nas, De La Soul, Wu-Tang Clan, Cypress Hill ou Erykah Badu são referências incontornáveis para as diferentes gerações. Numa segunda linha de escolhas, EvidenceImmortal Technique ou MF Doom também são sonhos de quem espera ver alguns dos seus ídolos a poucos metros de si.

Se os Estados Unidos da América levam uma quota importante na selecção de artistas, a verdade é que o Reino Unido não pode ser esquecido: Stormzy, Skepta, Ocean Wisdom, Giggs, The Four Owls e Wiley são pedidos importantes e, olhando para a proximidade, perfeitamente ao alcance dos promotores nacionais. O irlandês Rejjie Snow é outro deles.

A efervescente cena r&b não ficou de fora: Daniel Caesar, Frank Ocean, 6lack e SZA, artistas que nunca pisaram território nacional, também marcaram presença na caixa de comentários. Com nomeações para GRAMMYs e álbuns editados em 2016 e 2017, os quatros nomes deveriam estar a negrito nas agendas de todos aqueles que organizam concertos/festivais em Portugal.

A auscultação informal do ReB vale o que vale, mas nas muitas dezenas de comentários pode ler-se sem margem para dúvidas uma ânsia do mais vasto público nacional que assumiu finalmente um carácter multi-facetado e já não corre apenas atrás de dinossauros e de guitarras. Podem começar a fazer as vossas apostas. Ou a acender as vossas velinhas…

 


pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos