pub

Fotografia: Direitos Reservados
Publicado a: 03/10/2022

Uma semana de novidades audiovisuais nos terrenos do hip hop e electrónica pela mão de Gonçalo Oliveira.

7 Dias, 7 Vídeos

Fotografia: Direitos Reservados
Publicado a: 03/10/2022

Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos?

7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal nos terrenos do hip hop e electrónica. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto de novo, com tanto para espreitar e escutar.


[Nosaj Thing] “Look Both Ways” feat. Pink Siifu

É necessária cautela quando se atravessa no caminho de Pink Siifu quando este surge servido por Nosaj Thing na batida. “Look Both Ways” é o aviso à navegação possível perante esta nova mutação do rapper de Cincinnati, que assume um dos seus registos mais gélidos de sempre num dos avanços de Continua, o álbum que o produtor de Los Angeles lança pela LUCKYME a 28 de Outubro e que está recheado de convidados. Scoop DeVille e o histórico D-Styles (dos Invisibl Skratch Piklz) são outros dois nomes que surgem nos créditos deste “Look Both Ways”, a quem se juntam ainda Toro y Moi, Sam Gendel, serpentwithfeet, Slauson Malone ou Panda Bear no decorrer do disco.


[Kendrick Lamar] “Father Time” feat. Sampha @ SNL

O Saturday Night Live foi o palco escolhido por Kendrick Lamar para apresentar — ao vivo e pela primeira vez — algum do material do seu último Mr. Morale & The Big Steppers. A solo, o artista de Compton começou por interpretar um medley, composto por “Rich Spirit” e “N95”,  enquanto nos iludia num jogo de sombras, voltando ao SNL do passado fim-de-semana uma segunda vez: foi com a ajuda de Sampha que K.Dot percorreu os versos de “Father Time”, com o par a surgir num quarto cujas paredes se movem e lhes vão reduzindo o espaço.


[Nia Archives] “Baianá”

A presença de Goldie no segundo dia do último Iminente reaproximou-nos do planeta drum & bass. Nia Archives é uma das mais recentes militantes da carismática batida inglesa e tem galgado terreno ao longo dos últimos dois anos. Em Abril de 2021, estreou-se com Headz Gone West e enfeitiçou algumas publicações da especialidade, como a UKF, que um mês depois lançava a a urgente questão, Who The Hell Is Nia Archives?. Até ao final desse ano, a cantora, produtora e artista visual assinaria “Forbidden Feelingz“, que rapidamente se tornou no novo e inesperado hino da cultura IDM — um ano depois do lançamento, o tema ainda está vivo e recomenda-se, ao ponto de integrar a banda sonora do novo FIFA 23.

Em “Baianá”, Nia explora o lado mais mecânico do breakbeat em contraposição com a alma sambista do cancioneiro brasileiro, recuperando a música original dos Barbatuques da qual herda o título. A faixa surge apenas alguns meses após a artista sediada em Londres ter estado em grande destaque na Beatport, depois de ver o seu nome incluido na série Beatport Next, dedicada aos talentos emergentes.


[i’sis] “RINGTONE”

Contra factos, não há argumentos: as mulheres querem fazer-se ouvir e há uma enorme demanda por música cantada no feminino entre o público. Veja-se o caso de i’sis, que surgiu discretamente no meio dos homens da Jet Life Recordings, de Curren$y, e foi agora posta à prova com “RINGTONE”, o seu primeiro videoclipe. Em apenas três dias, o single da MC de Nova Orleães é já um dos mais requisitados de sempre dentro do vastíssimo catálogo da editora no YouTube e pode muito bem valer a i’sis o seu primeiro milhão dentro de muito em breve. Mais um caso de sucesso fulminante com contornos semelhantes aos de Ice Spice ou GloRilla.


[Hitkidd] “Shabooya” feat. Aleza, Gloss Up, Slimeroni & K Carbon

A cultura trap deve muito ao legado deixado pelo rap de Memphis, que parece estar a renascer muito por culpa de Hitkidd. Atento ao que o mercado está a “pedir”, o produtor tem estado especialmente concentrado em ajudar algumas mulheres a atingirem o seu potencial no microfone e foi um dos nomes em destaque nas fichas de créditos de Something For Thee Hotties e Traumazine, ambos de Megan Thee Stallion.

Sintonizado com a zona onde cresceu, Hitkidd colabora, sobretudo, com talento oriundo da sua Memphis. GloRilla é, neste momento, a sua aposta mais certeira e juntos fizeram “F.N.F. (Let’s Go)“, tema que já foi remisturado por Latto. Aleza, Gloss Up, Slimeroni e K Carbon, todas elas suas convidadas em Set The Tone, querem seguir os mesmos passos e apresentam-se de forma original em “Shabooya”, aproveitando as várias antenas que se estão a virar para os lados de Hitkidd e GloRilla.


[Aramani Caesar] “PAULA DEEN” feat. Westside Gunn

É a própria Armani Caesar quem, com a ajuda de NayWayShotIt, dirige o vídeo de “PAULA DEEN”. A primeira dama da Griselda Records brilhou alto em 2020 com THE LIZ e está agora a preparar-lhe uma sequela, antecipada por este que é já o seu segundo avanço, depois de “Hunnit Dolla Hiccup” (com Benny The Butcher e Stove God Cooks). É o patrão da editora, Westside Gunn, quem empresta a voz a esta nova amostra de THE LIZ 2, LP cuja produção está a ser assegurada por gente como DJ Premier, Camouflage Monk ou 808 Mafia.


[Da$H & SONNYJIM] “Diego’s DeatH”

A carreira de SONNYJIM só conhece o sentido ascendente. Antes de ter editado, há um mês, um dos álbuns mais ambiciosos de sempre do rap britânico, pela incansável Daupe!, o artista de Birmingham já andava penetrar no mercado norte-americano, através de parcerias tanto com veteranos como por parte de sangue novo. Uma das mais emblemáticas ficou registada em BETWEEN THE LINES, trabalho no qual assume o papel de produtor e acompanha não apenas os versos fúnebres de Da$H, como também acolhe contribuições por parte dos convidados Pink Siifu e $ha Hef.

pub

Últimos da categoria: 7 Dias, 7 Vídeos

RBTV

Últimos artigos