7 Dias, 7 Vídeos

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Direitos Reservados

Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos?

7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal nos terrenos do hip hop e electrónica. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto de novo, com tanto para espreitar e escutar.


[Headie One] “Back To Basics” feat. Skepta

Headie One tem tudo para se tornar no próximo caso de sucesso oriundo do grime. O rapper de Tottenham está no activo desde o início da presente década e, no último par de anos, somou números interessantes em projectos como The One, The One Two ou a saga Drillers x Trappers, tendo ainda feito parte do alinhamento da última edição do Glastonbury. “Back To Basics” é o seu mais recente single e uma nova amostra de Music x Road, o seu próximo disco, contando com o veterano Skepta para parceiro no microfone.


[Freddie Gibbs] Freestyle @ Real 92.3 LA

Por esta altura já todos devem escutaram Bandana, um dos mais aguardados projectos deste ano que conta com Freddie Gibbs nas rimas e Madlib nas batidas. O rapper de Gary, Indiana, volta agora a ser presença habitual nas mais diversas rubricas digitais, manobra que integra a campanha promocional do sucessor de Piñata e antecede a jornada de concertos que se avizinham, e que o trarão a Portugal, em Agosto, no âmbito do Vodafone Paredes de Coura. A passagem de Kane pelo Real 92.3 LA é ponto de paragem obrigatória, com um curto mas preciso freestyle, repleto de rimas orelhudas e algumas farpas atiradas a Drake.


[Omar Souleyman] Ao vivo @ Boiler Room

Quem passou pelo Boiler Room durante a última semana foi Omar Souleyman, uma nova prova de como a popular plataforma que nasceu no YouTube tem alargado imenso os seus horizontes desde a sua génese, inicialmente dedicada a 100% ao circuito do techno. O cantor e produtor sírio já passou por diversas vezes no nosso país e quem o viu sabe que a sua presença em palco é sinónimo de espectáculo garantido. 


[Fonseca] “Só Vejo o Fumo” (prod. Sr. Timóteo)

Têm sido frequentes as parcerias entre Fonseca e Sr. Timóteo, das quais já resultaram faixas como “1/4 Séc.” ou “Deixa Que a Merda Passe”, tendo mesmo a dupla assumido que tem em mãos um EP a ser cozinhado. Para o MC da Marinha Grande, “Só Vejo o Fumo” conta como o segundo tema de 2019, depois de, no ano passado, ter voltado a unir esforços com Cripta em Domínio do Delírio.


[Fukkit] “Flashbang”

Se procuram material cru mas a condizer com o actual momento da era digital ,o canal VoidTracks é o recanto do YouTube perfeito para subscrever. Em destaque na semana transacta, Fukkit lançou o videoclipe para a faixa “Flashbang”, que integrou o curta-duração Scratch Paper, editado em 2018 e de considerável repercussão no SoundCloud. Trap carregado de saturação e rimas sombrias formam o esqueleto do mais recente single de um dos artistas associados à VoidTracks mais populares de sempre, apenas ultrapassado no número de plays pelo malogrado XXXTENTACION.


[JAH-MONTE] “1,000 A FEATURE NO MORE FREE VERSES WE GOOD OVER HERE”

Natural de Ohio, uma mudança para a Carolina do Norte despoletou a carreira musical de King Callis, que tem sido incansável no número de projectos editados desde Brunch (Food For Thought), a mixtape de estreia, de 2014. JAH-MONTE é sinónimo de rap honesto e autêntico, apontado para a mente de quem não se deixa iludir com carros e jóias. “1,000 A FEATURE NO MORE FREE VERSES WE GOOD OVER HERE” mostra o lado mais sincero e vulnerável de quem ainda faz hip hop para instruir as ruas e integra o lado B de GOD BODY & SOUL (I MASTERED SELF II), um duplo LP publicado no arranque deste mês de Julho.


[Chris Rivers] “Sincerely Me”

Chris Rivers é um dos nomes que se seguem na agenda de edições da Mello Music Group, cujo álbum de estreia pela discográfica do Arizona, G​.​I​.​T​.​U., está planeado para aterrar no mercado a 16 de Agosto. O rapper carrega o pesado legado do seu malogrado pai, o lendário Big Pun, a quem dedica por inteiro este primeiro avanço do seu próximo trabalho.

Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira