pub

Sabiam que Run The Jewels 3 também foi gravado no Porto?

Os Run The Jewels lançaram RTJ3 no dia de Natal e anteciparam o lançamento esperado para 13 de Janeiro, surpreendendo os fãs e apreciadores da dupla. No dia da edição oficial, o Rimas e Batidas desvenda vídeos da passagem da dupla pelo nosso país aquando da actuação no NOS Primavera Sound, em 2015.

 



Os estúdios Sá da Bandeira foram o local escolhido para darem continuidade ao processo criativo que desabrochou em Run The Jewels 3, o sucessor de Run The Jewels 2 e o álbum apresentado no Parque da Cidade. No primeiro vídeo, El-P parece compenetrado na experimentação da “perfeita repetição” na companhia de Finn Andrews, vocalista dos The Veils. “Axolotl“, faixa produzida pelo produtor para a banda londrina, foi o resultado final desta parte da sessão.

 



Dos instrumentos e maquinaria para o microfone, o produtor de Brooklyn, Nova Iorque afina flows e palavras para o álbum lançado em 2016. 6 segundos que cristalizam a qualidade acérrima de El-P no microfone, algo muitas vezes esquecido por ser também um produtor de excelência.

 



O terceiro e último vídeo conta com Killer Mike na cabine de som a rimar. O Rimas e Batidas foi “corpo” presente no festival nortenho: entrevistou a dupla – Rui Miguel Abreu ficou encarregue dessa missão – e relatou o concerto, tarefa cumprida por Ricardo Miguel Vieira.

 


killer-mike-porto


João Brandão, fundador e engenheiro de som dos estúdios Sá da Bandeira, aparece nos últimos dois vídeos e na foto acima ao lado de Killer Mike. O espaço localizado no Porto foi um dos focos da série Casas das Máquinas, série documental da Antena 3 que procura saber mais sobre estúdios portugueses com relevância. Fiquem com o episódio dedicado ao Sá da Bandeira:

 


pub

Últimos da categoria: RBTV

RBTV

Últimos artigos