ProfJam: “Vai ser muito bonito apresentar Mixtakes na minha cidade-natal”

Actualização: ProfJam acaba de soltar o novo vídeo para “Mikado”, a décima terceira música de Mixtakes, como forma de promoção do concerto na próxima sexta-feira e revela ao Rimas e Batidas que terá como convidados nomes como Mike El Nite, Papillon (GrogNation), Magboy e Phoenixx MG.

 



ProfJam apresenta em Lisboa o seu último trabalho, Mixtakes, a 10 de Junho – dia em que se celebra Camões, a língua portuguesa e o próprio país, também num concerto de alguém que tem vivido em Londres nos últimos tempos, metrópole cosmopolita onde foi concebida grande parte desta mixtape.

O Teatro da Comuna, na Praça de Espanha, recebe o rapper de Telheiras, numa noite que também vai contar com um DJ set praticamente inédito do produtor Lhast, um showcase de Vácuo, que lançou também recentemente o álbum de estreia CulTurismo, e ainda sets de Holly e One Art Sound.

Falámos com o Prof sobre a sua nova lição e ele já nos adiantou o sumário para a aula de dia 10, obrigatória e decisiva no plano curricular do hip hop português.

 


Explica-nos o conceito do teu mais recente trabalho Mixtakes.
Mixtakes é um trocadilho entre mixtake, mistakes e mixed takes, uma espécie de trindade. A tape aborda a escuridão e a luz, o yin e o yang, a dualidade do ser. É em si mesma uma viagem sonora e poética de que eu me orgulho muito de ter criado.

O que é que te inspira na hora de escreveres? Coisas que ouves, que vives? Outra música?

Inspiro-me com a vida e os seus mistérios. Na minha opinião simplesmente não existe nada mais interessante do que a origem do cosmos e da consciência. Acredito que o estudo da nossa consciência individual e da nossa consciência colectiva contêm a chave para a paz e felicidade. Claro que depois toda a minha “dieta cultural” me inspira imenso e me guia por entre a floresta mas a génese de tudo é a dúvida e a procura consequente da verdade, principalmente ao escrever algo como a Mixtakes.

O hip hop vive um momento especialmente vibrante em Portugal com edições quase semanais a acontecerem. O que achas que ofereces de singular a este rico panorama?

Não me cabe a mim dizer, cabe ao público que acompanha os releases avaliar. Eu por cá ando a fazer aquilo de que mais gosto, encaixar rimas em batidas, e focado no meu verdadeiro hustle: ser feliz e ser uma célula saudável no nosso corpo colectivo, a humanidade.

 



Queres falar-nos da festa de apresentação? O que vamos poder ver e ouvir na Comuna?

Vai ser uma festa muito especial para mim, esta tape foi quase toda concebida em Londres e poder presenciar e participar na sua recepção em Lisboa, a minha cidade-natal, vai ser de facto muito bonito. Eu vou estar lá com um sorriso rasgado certamente! Planeio cantar muitas músicas novas que nunca cantei ao vivo, o que é sempre uma nova aventura e uma missão estimulante, como também uns clássicos do meu repertório – vai ser uma noite muito bem passada para quem aprecia o meu trabalho. Quem for vai também ter na sua mão uma versão física da Mixtakes, como uma forma de agradecimento da minha parte. Acho que vai ser lindo!

Vais ter convidados em palco?

Vou sim, não apenas no meu concerto como também no line-up da festa. Sou uma pessoa abençoada e estou rodeado de talento e pessoas que admiro bastante, não só como artistas mas como excelentes pessoas que são.

Quanto ao futuro, como prevês que sejam os teus próximos passos? Álbum de estreia para quando?

Prevejo que sejam cada vez mais desafiantes e estimulantes. Cada dia a investir e a evoluir ao máximo para conseguir escrever com marcador permanente o meu nome na arte em geral e nesta cultura em particular. “This isn’t even my final form!” – frieza. O álbum, se eu e Deus quisermos, deverá chegar em 2017.

Já sabes com quem gostarias de trabalhar no futuro? Podes adiantar um nome ou dois?

Eu gostava de trabalhar com tanta tanta gente que infelizmente sei que é virtualmente impossível trabalhar com todo esse mar de pessoas talentosas que vivem no nosso país e fora dele. Mas sinto-me feliz por já poder trabalhar com parte dessas pessoas e sinto muita motivação em fazê-lo. Felizmente tenho muitas colaborações e ideias planeadas e mais virão com certeza. Nomes concretos serão revelados a seu tempo.

 

Os bilhetes para o concerto custam 10€, incluem a edição física em CD da mixtape, e as portas abrem às 22h30. Acompanha todas as informações no evento no Facebook. 

 


ProfJam_CartazFINAL-01

 

ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team