pub

“Junkie” de Woner e Ghost Wavvves em estreia no ReB

[FOTO] Direitos Reservados

“Junkie” é a nova faixa colaborativa de Woner e Ghost Wavvves. Apesar de ter criado um caminho para a criação do próximo projecto, o tema, que estreia no Rimas e Batidas, não irá fazer parte do novo álbum da dupla.

“Fizemos a primeira versão desta faixa num dos primeiros meses de 2017 e fez um clique em nós. O uso de guitarras e o auto-tune jogam muito bem com as nossas letras e instrumentais. Esta música é muito sincera, foi escrita e produzida de forma muito simples, e foi feita num ápice. Isto deu-nos gosto. Demos por nós a fazer mais músicas neste registo emo, não tão dark como o nosso projecto anterior, mas still our shit“, contou Woner em conversa com o Rimas e Batidas. Há cerca de um ano, o duo consumou a sua relação musical com Nil Sine Deo, EP composto por seis faixas.

Sobre o novo projecto, o autor de Flanela deixou algumas pistas: “Ainda estamos a trabalhar, por isso não podemos revelar muito. Sobre o título e conceito ainda é cedo para falar, vamos manter segredo. Vai seguir o estilo da ‘Junkie’. Acho que não existem pessoas que possamos convidar: o movimento emo em portugal não tem muita substância, mas nunca se sabe. 2018 é tudo ou nada.”

Lil Peep, artista norte-americano que morreu em 2017, é uma influência reconhecível em “Junkie”, mas, segundo Woner, as referências vêm de outros sítios: “Se há coisa que eu e o Ghost Wavvves temos em comum é termos sempre explorado terreno que não foi abordado em Portugal. Antes de fazermos projectos juntos, já éramos, individualmente, pioneiros dos sub-géneros em que decidimos tocar. Fora de Portugal, a nossa inspiração é a mesma dos projectos anteriores: jogos, anime, filmes, as músicas lamechas de quando estás com o coração partido, droga, sonhos que nunca se vão concretizar. Continua tudo igual, até o ‘ismo’ artístico é o mesmo, só mudámos um pouco a filtragem do que sentimos e adaptamos a estética do som à mesma. Se falarmos em inspiração musical para o projecto, falamos de Orchid, Nirvana, Blink-182, t.A.T.u., Alice DJ, ICP, Hole, RPWL, entre outras coisas. Óbvio que gostamos de Lil Peep (e afiliados) e que nos conseguimos rever nesse movimento, mas a inspiração vem das nossas bases.”

Enquanto não chega o álbum, fiquem com as singularidades de um “Junkie”.

 


pub

Últimos da categoria: Avanços

RBTV

Últimos artigos