“Jesus Forgive Me, I Am A Thot” é o segundo single do ano de JPEGMAFIA

[FOTO] Rozette Rago

Saiu hoje “Jesus Forgive Me, I Am A Thot”, o segundo tema “solto” lançado este ano por JPEGMAFIA.

O MC/produtor de Baltimore editou o aclamado Veteran no ano passado, disco que figurou nos destaques de 2018 — no Rimas e Batidas não foi excepção — e que lhe abriu as portas para se apresentar em alguns dos melhores festivais pelo globo fora — por cá, vimo-lo de perto na edição deste ano do NOS Primavera Sound. Para os que perderam a actuação movida a “impossíveis soluços rítmicos, de ruído e de vozes gritadas, de sons que são uma espécie de detritos sonoros da nossa idade digital, de graves abismais e de tarolas cortantes,” a Internet dá uma grande ajuda: podem recordar as recentes passagens do artista pelo Pitchfork Music Festival e Field Day London.

Foi até nos bastidores do certame que se realiza em Union Park, Chicago, que Peggy revelou à Stereogum já estar a trabalhar num novo disco, explicando ainda, com intrigante sinceridade, tratar-se de um projecto “decepcionante”, sem querer adiantar grandes detalhes. “Jesus Forgive Me, I Am A Thot” sucede a “The Who” na sua lista de singles em 2019 e pode estar a servir para preparar o terreno para o que aí vem.

“Millennium Freestyle”, “Stairwell Freestyle”, “Puff Daddy” (com Kenny Beats) ou “Does This Ski Mask Make Me Look Fat?” foram algumas das faixas pós-Veteran que JPEGMAFIA deu a conhecer no ano passado, seguindo-se colaborações em trabalhos de gente como Denzel Curry, Flume ou Injury Reserve.


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team