ISI Listening: AF Diaphra [27/07/2015]

 

Alexandre Francisco Diaphra já foi Biru, BiruLex, BiruLexIcon mas agora assume a identidade AF Diaphra. Beatmaker, MC, poeta ou, como já lhe chamaram muitas vezes, edutainer (de educator e entertainer), Alexandre Francisco já trabalhou, entre outros, com Batida, Bulllet ou Nástio Mosquito e acaba de lançar o disco/livro/filme Diaphra’s Black Book of the Beats, um projecto ambicioso e multidisciplinar que revela o universo caleidoscópio de referências deste agitador nascido em Lisboa mas com raízes em Angola e Guiné Bissau.

AF Diaphra tornou-se conhecido na cena hip hop, à qual continua ligado de forma umbilical, mas as suas origens passam também pelo punk hardcore (não é por acaso que Diaphra lembra Biafra, de Jello Biafra , líder dos Dead Kennedys e também ele um homem de palavras pela vertente spoken word), rock, jazz e música africana. A selecção de discos que trouxe para esta conversa mostra bem como o seu espectro de interesses é abrangente e sem complexos (vai de Steve Miller Band a Super Mama Djombo). O mais extraordinário deste ISI Listening, no entanto, é o live act de pouco mais de 10 minutos que acontece logo no inicio.

Isilda Sanches

Escreveu em jornais como Se7e, Blitz, Já, Independente ou Diário de Noticias. Fez radio na XFM, Voxx e Marginal, fundou e coordena a Rádio Oxigénio. É bastante melga quando gosta de alguma coisa.

Latest posts by Isilda Sanches (see all)