pub

Fotografia: Direitos Reservados

Uma semana de novidades audiovisuais nos terrenos do hip hop e electrónica pela mão de Pedro João Santos.

7 Dias, 7 Vídeos

Fotografia: Direitos Reservados

Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos?

7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal nos terrenos do hip hop e electrónica. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto de novo, com tanto para espreitar e escutar. Esta semana, Pedro João Santos assume as rédeas desta rubrica.


[NAO] “Woman” feat. Lianne La Havas

De volta à Terra, NAO juntou-se a Lianne La Havas para um cântico feminista. O som prolonga o funk levíssimo e cintilante de Saturn – álbum de 2018, nomeado para um Grammy e o Mercury Prize, onde se despediu dos seus fantasmas. Em “Woman”, só entram cores tórridas e boas vibrações, com ajuda do motion designer Luis Mejia: é graças a ele que, neste vídeo de ecrã verde, tudo lantejoula. Há caravelas a deslizar por oceanos de mel, janelas verdes que dão para montanhas escarlate, e toda a flora própria de um oásis em que Deus volta a ser mulher. Quer dizer, alguma vez deixou de ser?


[Run The Jewels] “Out Of Sight” feat. 2 Chainz

Longe da vista, perto do… ouro? Graças ao realizador Ninian Doff, Killer Mike e El-P testemunham um assalto a um banco, perpetrado por um grupo de adolescentes – a mesma trupe da comédia Get Duked! – que acabam embriagados por rubis vermelhos. Mais um video retirado do recente triunfo de Run The JewelsRTJ4 – álbum que deveríamos conhecer apenas em Setembro, mas nos acompanha desde Junho, antecipado para servir de bálsamo a tempos de luta contra a brutalidade policial.


[Sevdaliza] “Habibi”

Sevdaliza é a personificação musical do suspense: o álbum Ison levou-a pelos palcos do mundo, em performances que desafiam os limites da intimidade. Depois de The Calling, EP de 2017, a artista iraniana volta ao trip hop de cortar a respiração, no álbum Shabrang – traduzível como ‘cor da noite’. Contudo, o teledisco do single “Habibi” passa-se de dia, a preto e branco: uma breve exploração do ser solitário, da incompreensão e angústia a que a humanidade faz por sobreviver. Sentimentos que ganham corpo em apontamentos de violino, melodias entretecidas de piano – a união do austero e do belo – e uma voz que quer encontrar a paz no terror das entranhas.


[Noiserv] “Eram 27 Metros de Salto”

“Porquê 27?”, pergunta-se na caixa de comentários do YouTube. “É um número bonito”, responde o lisboeta David Santos, que conhecemos como Noiserv (que realiza este vídeo ao lado da Casota Collective). O tema é o som da luta interior, da clássica distância entre cais e comboio, que sempre tão grande e devoradora nos sorri. 27 metros que podem ser uma prova olímpica, mas acabam engolidos nas areias do tempo – e, entretanto, já outros 27 nos esperam. Um duelo interior que o bailarino Marco da Silva Ferreira interpreta de forma exímia, desenhando fúria, temor e até fascínio em torno da sua cabeça. Afinal, é aí que tudo começa.


[Dua Lipa] Club Future Nostalgia

É normal um artista pop tentar afiambrar-se à pista de dança. Fá-lo sempre com ajuda, seja dos DJ mais ubíquos ou dos titãs do underground, acelerando ou cortando batidas-por-minuto, para ter a aprovação dos tipos subterrâneos. Mas Dua Lipa não tem só uma simples remistura em mãos: deu Future Nostalgia a produtores como Yaeji, Joe Goddard, Moodymann ou Dimitri from Paris para que o partissem e transformassem num DJ set de 50 minutos (a versão completa vem na próxima semana). Para além do Spotify e afins, fica disponível num vídeo oficial – com assinatura de James Papper e Will Hooper – que tem tanto de alucinações à moda da Disney como de pós-modernismo.


[Shamir] “Running”

Shamir nunca recuperou o entusiasmo que lhe mereceu o álbum Ratchet. Uma incursão inesperada pelo rock independente fê-lo afastar-se da sua pop de banda larga – sintética, temperada pelo house, dócil e cheia de groove –, mas parece estar a voltar à base. Prepara-se para editar o seu segundo álbum do ano (depois do punk lo-fi de Cataclysm), em que se inclui uma das suas mais orelhudas canções até à data. “Running” recebe um vídeo iluminado a néon, cada verso seu imaginado como um letreiro de Las Vegas – onde nasceu e cresceu o artista não binário, que aqui relata a experiência de se sentir apagado num grupo de amigos “tóxico” . É disso que foge, em forma desenhada, munido de asas de borboleta (graças à artista visual Faye Orlove).


[Deejay Telio] “Chuva de Papel”

Culturismo, fogo e néon vermelho compõem o quadro do novo videoclipe de Deejay Telio, uma encomenda à produtora 99ProblemzTV. O single é novo em folha, já fora da alçada do disco D’Ouro – editado no longínquo mês de Fevereiro –, e leva a karanganhada clássica de Telio para prolongamento. 

pub

Últimos da categoria: 7 Dias, 7 Vídeos

RBTV

Últimos artigos