pub

Texto: ReB Team
Fotografia: Direitos Reservados
Ilustração: Grant Spanier
Publicado a: 15/09/2020

Quedas e voos numa ode triunfal.

Tricky, Denzel Curry e Sampa The Great colaboram com The Avalanches em novo single

Texto: ReB Team
Fotografia: Direitos Reservados
Ilustração: Grant Spanier
Publicado a: 15/09/2020

Dezembro é o mês em que os The Avalanches vão editar We Will Always Love You através da Astralwerks. A banda partilhou ontem um par de singles novos, com Tricky, Denzel Curry e Sampa The Great metidos ao barulho.

O próximo LP da dupla australiana chega às lojas no dia 11 de Dezembro para suceder a Wildflower, o álbum que em 2016 trouxe Robbie Chater e Tony Diblasi de volta à ribalta — eles que até então tinham apenas assinado o seminal Since I Left You, num já longínquo ano de 2000 — e contou com MF DOOM, Danny Brown ou Biz Markie entre um amplo leque de convidados.

Para We Will Always Love You, a lista de colaboradores parece manter-se extensa e bem mais arrojada, a julgar pelos primeiros avanços: Tricky, Denzel Curry e Sampa The Great dão voz a “Take Care In Your Dreaming” (que saiu em conjunto com “Music Makes Me High“), enquanto Jamie XX, Pink Siifu, Blood Orange e Neneh Cherry emprestaram os seus talentos nos temas que têm saindo a conta-gotas desde Fevereiro deste ano — podem ouvir “Wherever You Go“, “Reflecting Light“, “Running Red Lights” e “We Will Always Love You” de seguida.



O grupo revelou também a capa que vai servir de rosto à próxima fornada de canções, que é assinada por Jonathan Zawada com base numa fotografia de Ann Druyan, directora criativa do projecto Voyager Golden Record que serviu de inspiração para o novo disco da dupla, conforme revelaram numa breve entrevista à NME.

“Este álbum é muito acerca daquilo que somos enquanto pessoas e daquilo de que somos feitos. Estamos a explorar diferentes tipos de energia — sejam elas ondas sonoras, luz ou a nossa energia enquanto humanos. Apaixonámos-nos pela história de como a Ann e o Carl [Sagan] se conheceram e se apaixonaram. Eles foram escolhidos para compilar diferentes sons do planeta Terra num disco dourado que foi enviado para o cosmos na nave espacial Voyager, em 1977. Foi desenhado para durar mil anos e ainda anda por aí a flutuar. A ideia é a de que, um dia, alguma forma de vida inteligente o encontre, o descubra, e aprenda um pouco acerca do planeta Terra. Enquanto eles compilavam o disco, apaixonaram-se. Ela planeou gravar o seu próprio bater do coração e registá-lo no disco dourado, mas no dia antes de o fazer foi proposta em casamento. Ela apercebeu-se que o som de uma jovem mulher louca de amor ficou registado para sempre naquele disco dourado. Agora está por aí a flutuar no cosmos! Achámos que era a mais bela das ideias.”


pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos