Telectu homenageados pelo Maria Matos em Junho

[FOTO] Direitos Reservados

Os Telectu, lendária formação pioneira da electrónica em Portugal, serão homenageados por ocasião do 35º aniversário da edição de Belzebu com um espectáculo no Teatro Maria Matos a 15 de Junho próximo. O duo formado por Vítor Rua e pelo malogrado Jorge Lima Barreto, músico e teórico falecido em 2011, lançou o histórico Belzebu em 1983, um ano depois da estreia com Ctu Telectu.

O primeiro dos registos dos Telectu foi lançado pela Valentim de Carvalho, ligação certamente facilitada pelo facto de Vítor Rua integrar à época os GNR que também em 1982 editaram o álbum de estreia, Independança, na VC. Mas Belzebu foi já lançado através da Cliché, microscópica indie nacional que num catálogo de apenas seis títulos incluía também trabalhos das Raincoats, Material, Pig Bag, David Thomas dos Pere Ubu e Young Marble Giants.

O concerto que marcará o final da presente fase de gestão e programação do Teatro Maria Matos (que passará a ser alvo de um outro modelo de gestão que gerou inclusivamente um debate sobre os perigos da mudança de direcção) será levado a cabo por Vítor Rua e António Duarte, músico ligado nos anos 80 ao projecto D.W. Art e autor do essencial tomo sobre os primórdios da cultura rock portuguesa A Arte Eléctrica de Ser Português.

 


telectu belzebu


Paralelamente, tal como revelado pelo Público numa peça assinada por Mário Lopes, Belzebu será alvo de uma oportuna reedição a cargo de um novo selo ligado à loja de discos Flur: “A remasterização foi feita por António Duarte e, segundo Vítor Rua, corresponde às intenções originais dos Telectu. Como bónus, será incluído na edição Belzebu Zero, correspondente à primeira versão do álbum”, adianta o diário.

Numa peça que publicámos em Setembro do ano passado, citávamos o homem do leme da Freedom to Spend que numa entrevista à Resident Advisor falou em termos muito elogiosos sobre os Telectu e Belzebu: ““Tem muitos aspectos familiares, mas ainda assim tem uma qualidade alienígena. Soa como os OVNIS. É profundamente estranho, tanto o artwork como a música”.

A reedição que marcará então a estreia da Holuzam deverá surgir nos escaparates por ocasião do concerto de homenagem no teatro Maria Matos. Os bilhetes já estão à venda e custam 12 euros.

 


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team