pub

Fotografia: Hart + Lëshkina

Preparados para todos os tipos de choques.

Sexta-feira farta: novos trabalhos de Arca, Jessie Ware, 6LACK, IDK, Ego Ella May e Khruangbin

Fotografia: Hart + Lëshkina

O Rimas e Batidas aproveita este dia de sol – sem esquecer que a luta #BlackLivesMatter continua – com um arsenal de nova música; felizmente, sem um provedor do teleleitor que nos obrigue a esconder algum destes ricos discos. Talvez Arca tenha o projecto mais propenso a ferir susceptibilidades, se vos assustar o neoperreo (algo como reggaeton apocalíptico). Mas também Jessie Ware poderá chocar quem não apoia a luxúria de uma boa noite de disco.

Não aconselhamos 6LACK a quem não gostar de picante no seu franguinho, e mesmo o rapper IDK e os seus amigos poderão estar a promover, de forma subliminar, os ajuntamentos ilegais. Ego Ella May só pode assustar quem não gosta do trauma cantado em tons de mel. E Khruangbin? Até no groove mais relaxado e inofensivo se pode encontrar algo reprovável, temos a certeza…

E há ainda o reggae canónico de Buju Banton (Upside Down 2020), o neo-funk nórdico de Fredfades & Jawn Rice (Luv Neva Fades) e o renovado carisma de Vaiapraia (100% Carisma, já disponível desde segunda-feira). Não se ofendam muito.


[Arca] KiCk i

A capa sugere Mortal Kombat e, francamente, a música também: KiCk i é o novo álbum da produtora e intérprete Arca (estão previstos mais três discos na série KiCk). O disco homónimo de 2017, de tom pesaroso, tem um sucessor que entremeia disparos de caos e lufadas de reggaeton, numa matriz vocal que faz Björk ombrear com Shygirl, e Rosalía conviver com SOPHIE. É Arca a fazer música pop à sua maneira – sem mais comentários da nossa parte.


[Jessie Ware] What’s Your Pleasure?

A vida de família pode ser um oásis, com rendimentos extra de um podcast sobre comida, mas nunca se diz não a uma fantasia disco. É o que faz Jessie Ware, ao emergir do sossego doméstico e da azáfama empresarial com What’s Your Pleasure?um registo bastante diferente de quando a vimos no EDP Cool Jazz. Eis uma viagem (agora compulsoriamente) imaginária à pista de dança. Híbridos house-pop à moda de Robyn ou Róisín Murphy, pop pós-punk à ESG ou Tom Tom Club, uma diva renascida.


[6LACK] 6pc Hot EP

Caso estejam em Los Angeles e vejam um robô a entregar molho picante ao domicílio, não é o futuro que chegou: é a campanha de marketing para o novo EP do artista 6LACK (sim). 6pc Hot deriva o título de uma casa de frangos; traz na caixa seis faixas a ferver, dois anos após East Atlanta Love Letter – o seu segundo álbum, que o colocou no mapa do r&b internacional (são umas largas dezenas de colaborações, incluindo Syd, Tinashé, ScHoolboy Q, NAO ou Kehlani).


[IDK] IDK & Friends 2

Embora o EP se chamasse IDK & Friends, (Jay) IDK aparecia na capa com cara de poucos amigos, cercado de peluches. A sequela já é um progresso: humanos de carne e osso ao seu lado, embora de cara pixelada e armas em riste. Juicy J, Denzel Curry, Rico Nasty ou A$AP Ferg são apenas alguns dos nomes que conspiram neste trabalho seleccionado como banda sonora para o documentário Basketball County: In the Water, realizado por Kevin Durant, jogador da NBA.


[Ego Ella May] Honey for Wounds

Ego Ella May é do sul de Londres, começou a cantar por causa de Stevie Wonder, e é um nome conhecido de membros dos Ezra Collective e Sons of Kemet. Parece-nos um belo argumentário para ouvir o seu segundo disco, Honey for Wounds, um documento poético e curativo de soul e jazz vocal – com a participação do trompetista Theo Croker na faixa de abertura.


[Khruangbin] Mordechai

Num perfil recente para o New York Times, os Khruangbin não sabem responder ao porquê do seu sucesso: uma banda instrumental, “com um nome que ninguém consegue pronunciar”. Mais importante é saber gingar a estes dóceis, psicadélicos grooves de Houston, compilados pela terceira vez num longa-duração – Mordechai, 42 brandos minutos sobre a memória humana e a (anti-)pressa de viver.

pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos