pub

Texto: Paulo Pena
Fotografia: Direitos Reservados
Publicado a: 05/10/2021

De 27/09/2021 a 03/10/2021.

Rap PT – Dicas da Semana #51

Texto: Paulo Pena
Fotografia: Direitos Reservados
Publicado a: 05/10/2021

Se o rap nasceu para resistir e lutar, não há força da natureza que o extinga. Aqui o bicho só se manifesta nas rimas e batidas, e os nossos soldados não baixam canetas nem no pior dos cenários.

De semana em semana, há novas linhas por decifrar, novos sons por escutar, novas dicas (*) para encaixar. Seja em português ou em crioulo, do masculino ao feminino, desde as maiores estrelas nacionais aos mais anónimos rappers de sótão, do trap ao drill, há espaço para tudo o que nos faça abanar a cabeça, por dentro e por fora.



[AVAN GRA] “UTOPIA”

“UTOPIA” foi um dos temas que ouvimos ineditamente no primeiro concerto a solo dos AVAN GRA, dia 17 de Setembro, no Com Calma (um espaço cultural situado em Benfica) — e foi um vislumbre de uma utopia aquilo que experienciámos por lá. 

Num mundo ideal, os AVAN GRA teriam uma exposição muito maior e a merecida atenção dedicada à sua música. No mundo real, os AVAN GRA são (por enquanto) um dos segredos mais bem guardados do hip hop nacional, e felizes são aqueles que tropeçaram neste tesouro enterrado em Mem Martins. E no mundo que lhes pertence são eles quem ditam as leis, senhores do tempo e espaço que ocupam em cada canção. É tudo uma questão de perspectivas. “Olha para fora mas olha para dentro”.



[guilherme] “RUMOS”

Há uma turma de infantes irrequietos a Norte que está a dar que falar pela acelerada maturação na preparatória do rap. O cartão de visita para este círculo de jovens com ideias muito próprias chegou-nos através das batidas de MAL PASSADO BEM PENSADO assinadas por gonsalocomc, e rapidamente se percebeu que onde há fumo, há fogo. 

SINTO LOGO EXISTO é mais um exemplar desse talento bruto a despontar lá para cima, e guilherme, autor deste EP, um nome a juntar à lista de observação. “RUMOS” é só a porta para este trabalho de rimas imaginativas e batidas primas daquelas que ouvimos de dj blackpower (aka MIKE). Sintam e logo vêem que o talento existe.



[Harold, Lunn & L-ALI] “Raiz”

Depois de termos ouvido Harold a rimar por cima das batidas de Lunn, não quisemos outra coisa. Felizmente, essa conexão não foi caso único, e o novo encontro entre o rapper e o produtor trouxe mais uma agradável surpresa (que já se vinha a adivinhar, até pela figuração no clipe de “Diamante”): L-ALI trouxe à estufa de “Raiz” os seus flows açucarados e, lado a lado com Harold, fez a colheita de mais uma colmeia lírica. E quem diria que este registo, em forma de fato apicultor, iria assentar tão bem na pele no MC de GROGNation — digo que está melhor que nunca, se me permitirem.



[Deezy] “Efeito” Feat. Phoenix Rdc

Deezy e Phoenix RDC são dois nomes ainda frescos nas últimas páginas desta rubrica e esta semana voltam a fazer correr tinta, desta vez juntos. “Efeito” é o tema que reúne estas duas vozes reconhecidas pela forma como nos chegam, sem barreiras ou artimanhas linguísticas; duas vozes que transparecem sinceridade no que cantam e que o fazem com toda a força que têm em cada canção; duas vozes que deixam sempre vontade de ouvir mais — é esse o “Efeito” que estas duas vozes têm, sobretudo juntas.



[Mad & Progvid] “Southside”

Mad é uma das principais caras (tapadas) da cena drill em solo nacional cantada em crioulo. Progvid é um dos activos mais valiosos nestas batidas tempestivas que vieram para ficar — é a partir daqui que sopram os ventos em “Southside”.



[Mizzy Miles] “GOD MODE” feat. Prodigio & benji price

“Esta é para aqueles que não aceitam um ‘não’ como resposta. Para todos os hustlers que acreditam e correm atrás mesmo quando mesmo quando tudo parece não dar certo, nada é impossível. Liberta o deus que há em ti”

Foi este o mote para Mizzy Miles girar mais um beat a Prodígio e benji price — este abriu o tema prenunciando grandeza no refrão, confirmada pelo rapper da Força Suprema com barras explícitas, de impor respeito e pôr cada um no seu lugar. Há espaço no Monte Olimpo para estes três?



[Mirai] “Fermento”

Em boa verdade, a saudade dos temas audiovisuais de Mirai fermentou o suficiente. “Fermento” chegou em boa hora, já que as últimas novidades do artista de Rio de Mouro vieram sob a forma de um EP, o recente Tempus. Com o regresso das canções de desamor e dos vídeos arrojados e originais, em vez de saciados, a vontade de consumir mais deste bolo só aumentou. 



[PONGO] “COMEÇA”

Os tempos mudaram invariavelmente e “o bikini de flor já não está na moda”. As imagens que vemos em “COMEÇA”, de uma vida livre, de concertos marcados pela festa e pelo calor humano são agora visão de um novo futuro que há-de chegar na forma do querido passado. Dia 1 de Outubro aproximou-nos desse futuro e PONGO trouxe-nos um hino para a primeira noite do resto das nossas vidas. A nova vida “COMEÇA” com PONGO.



[Silly] “Vida a Mil”

A nova vida ainda agora começou e já vai a mil. Silly que o diga. Em tão pouco tempo e com pouco mais de um par de lançamentos encantou meio mundo (a outra metade não tarda em ver-se convertida) com a sua voz acolhedora e os seus versos sentidos. Tímida por natureza, a sua propensão artística começa a falar mais alto. Ponham esta música mais alto e venham dançar tudo com Silly. Outra vez e outra vez e outra vez…


(*O título da nossa coluna, Dicas da Semana, inspira-se num clássico de Biru)

pub

Últimos da categoria: Rap PT - Dicas da Semana

RBTV

Últimos artigos