May The Force Be With You: 20 provas de que o hip hop ama a saga Star Wars

[TEXTO] Alexandre Ribeiro [FOTO] Chunk

 

O sétimo filme da saga Star Wars chega hoje às salas de cinema e é um dos mais esperados do ano. A história criada por George Lucas é, possivelmente, o maior blockbuster criado por Hollywood e a sua influência atravessa todas as áreas. O ReB foi aos arquivos hip hop procurar referências à ópera espacial e o resultado não desilude: existem Jedis, Sith Lords e C-3PO em rimas de MCs como Mos Def, Kanye West ou Earl Sweatshirt. A nível nacional, temos a nova escola a mostrar que a vida no espaço não é um local incomum no imaginário português. 10 faixas internacionais e 10 nacionais com conotações intergalácticas.

 


 

[BEASTIE BOYS] “Do It”
(“Like gravy on potatoes, Luke to Darth Vader / I’m a souped-up sucker and I’ll see you all later”)

Um dos grupos mais icónicos do hip hop mundial não foge à regra e é o primeiro desta lista a dar o exemplo. Luke Skywalker e Darth Vader são referenciados na décima quarta faixa do álbum Ill Communication, lançado em 1994.

 


 

[FUGEES] “Recharge”
(“When it come to rappin’, I’m the Darth Vader”)

Incluído no álbum do estreia, lançado em 1994, dos Fugees, “Recharge” traz-nos Wyclef Jean, um dos membros, a auto-intitular-se Darth Vader. O grupo constituído por Lauryn Hill – voz intemporal entre MCs femininas -, Wyclef Jean e Pras Michel teve uma carreira sólida e eternizou-se com “Ready or Not“.

 


 

[NOTORIOUS B.I.G FEAT. METHOD MAN & REDMAN] “Rap Phenomenon”
(“Star Wars I’m Han Solo, with three egos/ And three charges, I got to “See-three-P.O.’S”)

Method Man brilha numa faixa do álbum póstumo Born Again de Biggie Smalls e tem uma das melhores referências a Star Wars com o seu wordplay fantástico. Desde que se estreou com os Wu-Tang Clan que Meth sempre se mostrou sagaz nas referências cinematográficas e dá-nos aqui mais uma pérola para a posteridade. Notorious B.I.G também já tinha feito referência à saga num dos clássicos da sua carreira, “Hypnotize“.

 


 

[A TRIBE CALLED QUEST & BUSTA RHYMES] “Wild Hot”
(“No, cause he move like the wind, in flight / Counter-attack like a Jedi Knight”)

O documentário Rhyme & Reason foi a razão para Busta Rhymes e ATCQ se unirem e trazerem versos quentes para cima da mesa. Q-Tip é o MC a assumir a referência a Star Wars e traz-nos um contra-ataque “à Jedi” para arrebatar a faixa.

 


 

[MOS DEF FEAT. TALIB KWELI] “Know That”
(“I Strike the Empire Back / I Strike the Empire Back / Fuck the Empire / High flying like the Millenium Falcon / Piloted by Han Solo”)

Os Black Star eram um duo hip hop constituído por Yasiin Bey, antigamente conhecido por Mos Def, e Talib Kweli. “Know That” surge no primeiro álbum a solo de Mos Def, Black Both Sidese o MC de Brooklyn entra a matar com referências a personagens marcantes da saga como Han Solo, interpretado por Harrison Ford.

 


 

[TALIB KWELI] “Get By”
(“We sell, crack to our own out the back of our homes / We smell the musk of the dusk in the crack of the dawn / We go through episodes too, like Attack of the Clones”)

Produzido por Kanye West, “Get By” tem um instrumental com o toque clássico de Yeezy – samplaSinnerman” de Nina Simone – e é uma das faixas mais fortes de Kweli. O MC, que recentemente passou por Portugal, também entrega versos do mais alto nível e ainda arranja forma de concluir um conjunto de rimas complexo com o terceiro episódio da saga.

 


 

[EMINEM] “Stay Wide Awake”
(“Jump out on you now like I was Jawa from fucking Star Wars / Jabba the Hutt, beddy-bye-bye, beddy-bye-bye, it’s time to die-die”)

Eminem tem-se mantido no topo das listas de melhores MCs de sempre e nesta música mostra o seu famoso lado negro com uma faixa violenta de Relapse, produzida por Dr. Dre. Slim Shady mostra apetência para referências à série e podemos comprová-lo em “Old Time’s Sake”, “Rain Man” e “Rhyme or Reason”.

 


https://www.youtube.com/watch?v=YrJ1cRN9F1c

 

[KANYE WEST] “Gone”
(“But if they ever flip sides like Anakin”)

Depois de aparecer como produtor nesta lista, Mr. West aparece a solo numa música de Late RegistrationAnakin Skywalker é mais conhecido por Darth Vader e o MC de Chicago faz referência à sua mudança para o lado negro da força. O ex-presidente da G.O.O.D Music também tem uma referência a Chewbacca em “Guilt Trip”, música pertencente a Yeezus.

 


https://www.youtube.com/watch?v=Yi8t7Q40f9o

 

[CAPTAIN MURPHY FEAT. EARL SWEATSHIRT] “Between Friends“
(“The Force is strong with this one though / Over 9,000 midi-chlorians say so”)

A identidade do Captain Murphy esteve durante algum tempo incógnita, mas as impressões de Flying Lotus estavam por todo o lado. O patrão da Brainfeeder larga as batidas e rima no álbum Duality e esta traz uma referência mais geek. Midi-chlorians são uma forma de vida inteligente e microscópica que vive nas células de todos os seres vivos. Well done, Mr. Ellison.

 


 

[EARL SWEATSHIRT FEAT. TYLER, THE CREATOR] “Whoa”
(“Vagabond, had it since a Padawan”)

O mais novo da lista internacional a sucumbir à Força. Padawan é o iniciante que almeja tornar-se Jedi e Earl parecia já não se sentir um novato em 2013, quando lançou esta faixa com a participação e produção do seu Yoda, Tyler, The Creator. Terá Earl sucumbido ao lado negro da força?

 


 

[MIKE EL NITE] “Ye Rite”
(“Eu sou o Jedi que matou o Super Pai”)

A ASTROrecords divide com a Monster Jinx o título de colectivo com maior número de referências a Star Wars. Mike El Nite lançou Vaporetto Titano este ano e o “Jedi que matou o Super Pai” ganha o prémio de verso mais non-sense de 2015.

 


 

[SP DEVILLE FEAT. VEECIOUS V] “Bring You Down”
(“E o ódio dá-te aquela força / E fez-te tornar num Lord Sith”)

Deville está de volta com novo álbum – cheio de malhas, atenção – e é a nossa versão portuguesa de um Lord Sith. As referências ao oculto e ao obscuro são constantes e existe uma certeza: SP juntou-se ao lado negro da Força.

 


 

[STRAY] “Chewbacca”

O primeiro Chewbacca desta lista nacional não é o mais mediático, mas é uma das marcas comuns da ligação da saga à Monster Jinx. Stray tem um flow sujo e parece que veio do esgoto para nos trazer um Coraçãozinho de Satã. Não resta dúvidas: o Monstro Roxo já escolheu o lado que vai defender.

 


[dB+PZ] “Cara de Chewbacca”
(“Essa cara de Chewbacca nunca me pára de surpreender até ao fim. /Mas eu quero-a só para mim”)

A melhor história de amor da música portuguesa em 2013 tem como protagonista uma mulher com Cara de Chewbacca. PZsendo hip hop ou não – imortalizou um elemento de Star Wars no universo musical português.

 


[VULTO. & SECTA]  “Vodkijoi”
(“Sou um Jedi com tentáculos, às vezes”)

Um álbum muito elogiado aqui no ReB tem no hip hop mais obscuro uma forma de transmitir o lado negro da Força. Secta, “o NGA da Força Suprema”, e VULTO. criam obras negras mas a referência a um Jedi com tentáculos traz-nos à memória o Mestre Jedi Kit Fisto. De que lado estarão?

 


 

[GROGNATION FEAT. LANDIM & DJ X-ACTO] “Deep Cover 14’”
(“É ouro que se foda a prata, o império contra-ataca”)

Um dos colectivos emergentes do hip hop português carrega as suas músicas de referências a cinema, futebol e televisão e “Deep Cover 14′” é mais um exemplo. Neck é o responsável pela referência à saga e os GROGNation certamente estarão ao lado de Luke Skywalker.

 


 

[VIPE FEAT. NERVE] “Cresce”
(“É o regresso do Jedi com os truques da mente”)

Nerve voltou, e de que forma, aos álbuns e tem uma das líricas mais complexas que existe no hip hop português. Nesta faixa com Vipe, Nerve faz referência a um regresso do Jedi com os truques da mente, algo que lhe assenta na perfeição.

 


 

[VILÃO FEAT. MIKE EL NITE] “Astrolábia”
(“Mesmo que vivêssemos no espaço havia um Star Wars / e eu era o Nite Vader…”)

Uma das faixas mais bem conseguidas no seio da ASTROrecords. Mike El Nite é dos MCs mais frescos da nova escola e auto-intitula-se Nite Vader. Segunda vez de Miguel Caixeiro nesta lista a mostrar a sua capacidade inventiva.

 



[PROFJAM]
 “Dark Side”

(“Fico Darth Vader, respiração frenética / Com o light saber ela fica toda elétrica”)

Continuamos na sede da ASTRO a espalhar a boa nova, agora nas rimas de ProfJam. O “Dark Side” do MC liga-se à saga com insinuações sexuais através de símbolos do filme criado por George Lucas. A ASTROrecords a chegar-se à frente na batalha.

 


 

[MONSTER JINX] “Venera o Diabo (Faz Festas a Gatinhos)”
(“Uma Jedi à mesa, uma Sith na cama”)

A batalha pela crew com maior devoção ao Star Wars continua mas a luta parece pender de forma definitiva para a Monster Jinx. O trocadilho com a letra da música de Marco Paulo tem como protagonista DarkSunn, elemento do grupo que tem um ambigrama no braço onde se pode ler Jedi e Sith. O prémio está entregue. Venha o filme!

 

tatuagem_star_wars_darksunn_dr