Guia ReB para a primeira edição do festival ID

[FOTO] Desiré van den Berg/Red Bull Content Pool

Está oficialmente aberta a época de festivais de 2019 e as temperaturas que se fazem sentir em pleno Março contribuem para o espírito de festa que lhe está associado.

Para ajudar na hora das decisões, o Rimas e Batidas estabeleceu um roteiro que permite assistir a seis espectáculos na íntegra em cada um dos dois dias do ID_NO LIMITS, fintando as habituais sobreposições de horários. De fora ficaram Kamaal Williams, Dino D’Santiago, Pedro Mafama, Moullinex ou Jacques Greene, artistas que, como é óbvio, também merecem a atenção do público que vai ocupar o Centro de Congressos do Estoril. O horário está disponível para quem queira desenhar programas próprio salternativos e pode ser consultado na íntegra aqui.



Para iniciar com pejo a edição de estreia do ID_NO LIMITS, nada melhor do que assistir ao “nascimento virtual” de um festival que garantiu um cartaz de luxo para o seu primeiro ano de vida — a instalação artística Experience ID_NO LIMITS Virtual Birth começa às 19 horas e, caso não tenham tempo para a visitar logo na abertura, podem fazê-lo até às 4 horas do dia de encerramento do festival. Quanto à música propriamente dita, os COLÓNIA CALÚNIA dão as boas vindas aos festivaleiros, fazendo-se apresentar no palco Eristoff com a turma quase toda — L-ALI, Tilt, VULTO., Secta, Metamorfiko, Caronte e Jota “patrocinam” as rimas e os beats. Quando o relógio bater nas 22 horas, todos os caminhos vão dar ao Grand Hall Cascais para assistir à “missa” de Madlib, que ainda há uma semana premiou o seu público com temas inéditos em parceria com Mac Miller num dos seus DJ sets — e quem sabe se não ouviremos mais logo novas canções de Bandana… Às 23h40, IAMDDB sucede ao lendário produtor, naquela que é a sua segunda vinda a Portugal, com um fresquíssimo álbum na bagagem. Também no Grand Hall Cascais, Pearson Sound é o nome que se segue. O DJ e produtor londrino é uma das figuras nucleares na cena bass e garage da actualidade no seu país.

Se não tiveram a curiosidade — ou o tempo — de espreitar no primeiro dia, a instalação artística do colectivo 00:NEKYIA vai estar presente no Grand Hall Cascais entre as 19h e as 4h — em colaboração com Software2050, KSH.KSH e Afonso de Matos, o espectáculo CAST//2050 pretende ir para além dos limites com a ajuda da interacção do público.

Os concertos arrancam às 20h30, com os MEERA, a mais recente aquisição da Discotexas, a trazer para o palco Auditorium canções como “Little Of Your Time” ou “Fine Without You”. Conhecido mundialmente pelo grau de excelência que impõe nos seus espectáculos audiovisuais, o venezuelano Arca é ponto de paragem obrigatória no segundo dia do ID_NO LIMITS, com actuação agendada para as 22 horas, no Grand Hall Cascais. Depois de editarem Season High, em 2017, os Little Dragon carimbaram o seu primeiro lançamento com o selo da prestigiada Ninja Tune no ano passado — Lover Chanting EP será um dos trunfos da banda sueca para animar o palco Grand Hall Cascais, a partir das 23h40. Presença regular nas sessões musicais promovidas pelo Boiler Room, HUNEE é o projecto musical do alemão Hun Choi, reputado DJ que já foi um dos curadores residentes da rádio britânica NTS — a sua passagem pelo ID_NO LIMITS arranca às 2h, também no Grand Hall Cascais, já depois de entrarmos no horário de Verão.


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team