pub

Gas e Lawrence English entre a nova vaga de artistas a ingressar no Semibreve

[FOTO] Direitos Reservados

Há novidades para os amantes do festival bracarense. Gas e Lawrence English são as novas adições ao cartaz do Semibreve, que este ano se realiza de 27 a 29 de Outubro.

Gas é um dos muitos nomes pelo qual conhecemos Wolfgang Voigt. O pseudónimo surge graças à sensação que o seu techno minimal consegue transmitir, uma espécie de vapores ácidos que não deixa ninguém indiferente durante a escuta. É na década de 90 que Voigt começa a ajudar a moldar as texturas sónicas da electrónica alemã, mais precisamente na zona de Colónia, com o EP de estreia Nachschub. Ainda antes do virar do milénio, junta-se a Michael Mayer e Jürgen Paape para transformar a loja de discos Delirium num dos mais conceituados selos editoriais da música electrónica. Na Kompakt editaram já nomes como Sven Väth, DJ Koze, Apparat ou os Pet Shop Boys.

Lawrence English é um experimentalista do espectro sonoro, que leva a pesquisa e a investigação como base para o seu trabalho. O produtor australiano tenta levantar questões sobre a percepção ou a memória, através da fusão entre os sons ambiente que se fundem na sua original linguagem musical. Recentemente tem composto bandas sonoras para filmes, destacando-se nessa área trabalhos como Limbo e Down River. De realçar igualmente o trabalho que tem realizado em modo colaborativo com outros artistas: Blank Realm, Tujiko Noriko e Tenniscoats são alguns dos nomes com quem tem somado projectos. É ainda o detentor da Room40, selo australiano que se dedica à edição de material musical experimental. O seu último álbum, Cruel Optimism, foi editado em Fevereiro deste ano.

Esta nova vaga de confirmações conta ainda com Rabih Beaini, Laurie Spiegel, Beatriz Ferreyra e Sabre, nomes com currículos e origens diversas que cobrem um largo espectro musical que se alarga da electrónica pioneira a novas experiências com a música de dança.

A edição deste ano do Semibreve fica também marcada pelo regresso do préimo Edigma Semibreve Award, que visa contemplar os melhores projectos artísticos que focam a interactividade, o som e a imagem. A engagelab da Universidade do Minho supervisionará as candidaturas recebidas até 15 de Julho para apurar um vencedor.

Em Braga, o Semibreve volta à cidade de 27 a 29 de Outubro. Aos nomes hoje anunciados, juntam-se Deathprod, Valgeir, Sigurðsson, FIS e Koyka, provenientes da primeira chamada ao festival.

 


pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos