pub

Texto: ReB Team
Fotografia: Direitos Reservados

Mais uma volta ao globo.

Faixa-a-faixa: Enchufada Na Zona Vol​.​2 comentada por Branko

Texto: ReB Team
Fotografia: Direitos Reservados

É oficial: a Enchufada voltou esta sexta-feira, dia 10 de Julho, à zona com o segundo volume de uma série que começou em 2017. Há várias caras novas neste novo tomo, como DKVPZ & Ellah, Rose Juam, Vanyfox, Dino D’Santiago, Hagan, Gafacci, Lua Preta e Studio Bros, mas mantém-se a prata da casa, representada por Dengue Dengue Dengue, PEDRO e, claro, o capitão-mor, Branko, que se desdobra entre a curadoria e os edits.

Antes de rumar ao Lux Frágil para a festa de apresentação possível, João Barbosa explicou o que é cada faixa (e cada artista) da compilação tem de especial.



[DKVPZ & Ellah] “Lunar” (Branko Edit)

“O iZem enviou-me o ‘Lunar’ e fiquei imediatamente apaixonado. Umas das melhores produções que já ouvi de um duo de produtores que gosto muito, os DKVPZ, com uma voz, a Ellah, que apesar de já ter entrado no meu radar, ainda não tinha ouvido numa estreia oficia. E não desiludiu. Senti falta de acrescentar uma dinâmica rítmica diferente para conseguir incluir o tema nos meus sets.”



[Rose Juam] “Cabidelo”

“O Rose Juam é um produtor brasileiro que antes usava o nome Sants. Sempre adorei os seus beats e a sensibilidade dele, e como tal fiquei sempre atento cada vez que colocava nova música no SoundCloud. Em Setembro de 2018 ouvi este ‘Cabidelo’, que na altura ainda se chamava ‘Saudades’ e inclui no meu programa de rádio desse mês para a NTS — depois foi esperar pela altura certa para o apresentar ao mundo.”



[Vanyfox] “Summer Nights”

“Cada vez que o Vanyfox me manda uma produção nova é melhor que a anterior. Acho sinceramente que é dos produtores mais talentosos de uma geração que está a caminhar para renovar totalmente o som de Lisboa. Assim que lhe falei na compilação, ele meteu mãos à obra e 24 horas depois mandou-me este incrível ‘Summer Nights’.”



[Hagan] “Tropics”

“O Hagan é alguém que temos seguido muito de perto na Enchufada. Já tocou em algumas festas nossas e consegue sempre surpreender pela forma como adapta a bassline inglesa para uma perspectiva mais global, e enquanto produtor sinto que faz a mesma coisa e tem feito cada vez melhor. Acho que ainda vamos ouvir falar bastante dele e o ‘Tropics’ já deixa isso muito claro.”



[Dengue Dengue Dengue] “Yangol”

“Não consigo pensar numa compilação da Enchufada e não incluir automaticamente os Dengue Dengue Dengue. Acabaram de lançar um disco incrível no final de 2019 e felizmente tínhamos algumas demos que ficaram de fora. Este ‘Yangol’, que adoptei para os meus sets, era uma delas.”



[Branko] “SDDS”

“‘SDDS’ foi um tema produzido naquelas primeiras semanas de confinamento em que ainda estava a custar conseguir ver uma luz ao fundo do túnel de tudo isto. Foi quase terapêutico e funcionou como o pontapé-de-saída de todo o processo de compilar esta música.”



[Dino D’Santiago] “Sofia” (Branko Club Edit)

“Tive a sorte de fazer parte do grupo de produtores envolvidos no Kriola do Dino D’ Santiago e um dos temas para o qual contribui foi este ‘Sofia’. Na altura fiquei imediatamente com a vontade de lhe dar uma roupagem mais seca, mais club, e como tinha as pistas foi isso que fiz. Mandei ao Dino e ao Kalaf e todos sentimos que fazia falta uma versão assim um pouco mais ‘in your face‘ que desse continuidade ao ‘Tudo Certo’.”



[Branko & Catalina García] “Agua Con Sal” (PEDRO Remix)

“Pouco depois do lançamento do Nosso, em 2019, pedi a alguns dos meus produtores favoritos para fazerem remixes de vários temas do disco e o PEDRO entregou esta versão do ‘Agua Com Sal’, que automaticamente substituiu o original nos meus sets durante o resto do ano. Tinha de fazer parte da compilação.”



[PEDRO & Branko] “Takré”

“Falando ainda do PEDRO, criámos este tema, o ‘Takré’, para o disco dele que saiu em Março, que começou como uma brincadeira em torno de um sample do Mika Mendes e acabou por se transformar numa tema inteiro com vida própria que gosto muito e que fazia também todo o sentido incluir nesta visão mais home-listening que acaba por ter este segundo volume.”



[Gafacci] “Azaa” (Branko Edit)

“O Gafacci é dos produtores que mais gosto no mundo todo. Tem versatilidade e grooves que nunca mais acabam. Tanto gosto de uma canção como o ‘Like Water‘ de um dos seus EPs do ano passado, como gosto dos club tools que disponibiliza regularmente via Bandcamp. Neste caso acabei por pegar num destes club tools, o ‘Azaa’, e tentei dar-lhe outra roupagem, fazê-lo mais canção e trazer um bocado mais para o meu universo.”



[Lua Preta] “Noemia” (Branko Remix)

“O duo Lua Preta já andava no meu radar há algum tempo. Gostei muito de algumas coisas que lançaram anteriormente mas até ouvir o ‘Noémia’ nada me tinha ainda inspirado a tentar a abordagem da colaboração, ou neste caso, do remix. Foram uma das primeiras ideias que tive para a compilação e fiquei muito feliz com o resultado final.”



[Studio Bros] “Durante”

“Os Studio Bros são muito talentosos e muito especiais, com uma energia muito única tanto a produzir como a tocar. Lancei-lhes o desafio e fiquei muito feliz que eles tivessem respondido ao desafio com este ‘Durante’. Penso que ainda têm um caminho interessante a percorrer e que vou querer acompanhar de perto no que toca à composição de pop dançável com recurso ao afrohouse.”



[Branko & Umi Copper] “Stand By” (Club Edit)

“Fiz esta versão do ‘Stand By’ com o PEDRO para tocar nos meus sets, com o tempo acabei por gostar mais do remix do que do original. Não sei se era suposto admitir isso, mas pronto, aconteceu. Queria muito que estivesse disponível para as pessoas ouvirem e esta compilação foi o momento perfeito.”


pub

Últimos da categoria: Ensaios

RBTV

Últimos artigos