Dino D’Santiago foi o grande vencedor da primeira edição dos prémios PLAY

[TEXTO] João Daniel Marques [FOTO] Nash Does Work

Decorreu na noite passada a primeira edição dos PLAY – Prémios da Música Portuguesa, com apresentação de Filomena Cautela e Inês Lopes Gonçalves.

Foram 12 os prémios entregues nos “Grammys Portugueses” no Coliseu dos Recreios, em Lisboa. Para além da entrega, houve também actuações: Blaya, Valas e Raquel Tavares, ProfJam, Wet Bed Gang, Jorge Palma e Sérgio Godinho, Expensive Soul, Amor Electro, Ricardo Ribeiro e Virgul subiram ao palco para animar um Coliseu cheio.

O artista mais premiado da noite foi Dino D’Santiago. O cantor de Quarteira arrecadou três galardões: Melhor Artista a Solo, Melhor Álbum, com Mundu Nôbu, e o Prémio da Crítica, atribuído pelo comité de jornalistas e especialistas.

Imediatamente abaixo, com duas nomeações e duas vitórias, ficou um dos rappers mais celebrados em todo o mundo. Kendrick Lamar “levou” para casa a Melhor Canção Internacional com “All The Stars”, tema com SZA, e Melhor Artista Internacional.

A Dino e Kendrik Lamar juntaram-se os Dead Combo na primeira atribuição da noite com o prémio de Melhor Grupo. Ainda premiados foram Carminho (Maria venceu o Melhor Álbum de Fado), Valas e Raquel Tavares (“Estradas no Céu” foi a Vodafone Melhor Canção),  Conan Osiris (Artista Revelação), Pedro Abrunhosa (que viu o vídeo de “Amor Em Tempo de Muros” vencer na categoria de Melhor Videoclipe), Matias Damásio (vencedor do Prémio Lusofonia) e Carlos do Carmo (Prémio Carreira).


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team