Bluesman: tudo o que já sabemos sobre o segundo álbum de Baco Exu do Blues

[TEXTO] Núria R. Pinto [FOTO] Alex Takaki

Têm surgido vários teasers daquele que será o próximo e muito aguardado trabalho do rapper de Salvador, Baco Exu do Blues. Depois de Esú, a obra-prima de 2017 do hip hop brasileiro, Diogo Moncorvo lançou várias imagens e pequenos filmes que antecipam Bluesman, que chega na próxima sexta-feira, dia 23 de Novembro.

A última peça da série, naquele que tem sido um óptimo exemplo de como lançar um disco via redes sociais em 2018, é a imagem da capa do próximo trabalho, uma fotografia, da autoria de João Wainer, de um negro à guitarra num pátio do Carandiru, umas das maiores prisões que o Brasil conheceu.

 



Durante os últimos dias, Baco deu a conhecer ainda o alinhamento de Bluesman no Instagram, um álbum que será também uma curta-metragem à semelhança de outros projectos que surgiram este ano, como é o caso do último Amar É Para Os Fortes, de Marcelo D2.

Tal como em Esú, cada uma das 9 faixas será “ilustrada” por uma fotografia, neste caso saídas da lente da baiana Helen Salomão, numa “colecção” que vale a pena espreitar no Instagram do MC.

“Minotauro de Borges”, “Girassóis de Van Gogh”, “Queima Minha Pele”, “Me Desculpa Jay-Z”, “Bluesman”, “B.B. King”, “K West da Bahia”, “Preto e Prata” e “Flamingos” compõem a tracklist de Bluesman que conta, ainda, com participações de Tim Bernardes, DKVPZ, 1LUME3, TUYO e Sants.

 


 

Ver esta publicação no Instagram

 

Como de costume em meus trabalhos cada musica vai ser representada por uma foto no ESU foi as do Mario Cravo Neto no #blvesman vão ser as fotos da @helesalomao! Vou soltar as fotos e os nomes dos sons que cada uma representa pouco a pouco Essa foto ilustra o som Minotauro de Borges. Essa musica é sobre a lógica da monstruosidade em um jogo de velar e revelar o monstro; o desaparecimento do Minotauro como sintoma de uma sociedade que experimenta a contração da monstruosidade e da anomalia: o monstro imaginario criado de forma precipitada por você mesmo. Quais os fatos que te levam a acreditar na maldade do proximo? O que te da a certeza do medo? Você nao sabe a historia por traz dos violões que sua mente cria

Uma publicação partilhada por Baco Exu do Blues (@exudoblues) a

Núria Rito Pinto

Núria Rito Pinto

Hip hop, r&b e brasilidades com tanta moderação quanto vontade. Fundou o clube de fãs da “Corda” do Boss AC, já comprou CDs pela capa e preferia comer douradinhos frios todos os dias do que ficar sem Spotify.
Núria Rito Pinto