7 Dias, 7 Vídeos

[FOTO] Direitos Reservados

 

Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos?

7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal no terreno do hip hop. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto novo, com tanto por onde espreitar e escutar.

 


 

[DIRKTY DIKE] “I Ain’t Got A Clue (Prod. Joe Corfield)”

Grande single retirado do próximo álbum, Sucking On Prawns In The Moonlight, deixa a prometer muito de Dirty Dike que se encontra em constante evolução. Acompanhado por Joe Corfield no beat, numa construção melódica quase anárquica, numa combinação de synths desorganizados, tal como a mente de Dirty Dike. O MC pisa com excelência o caminho psicadélico aberto por Joe e eleva-se num egotrip enorme e sujo, bem ao estilo underground do rap feito em terras de sua majestade.

 


 

[DANNY LOVER] “Cap’t $ (Prod. 19.Thou$and)”

O canadiano Danny Lover continua a impressionar-nos com as suas baladas de hip hop a descair para o downtempo. “You can’t teach to rhyme like this”, insiste. Tem uma escrita e flow bastante singulares e vem até nós numa trip sonora acompanhado do já habitual parceiro 19.Thou$and. Uma nova espécie de gangsta rap que tem vindo a surgir com a aposta em letras mais trabalhadas e diversificadas. Este é um dos temas que vai acompanhar a playlist do seu próximo projecto, Cigarette Kisses, Death Wishes, que vai ver a luz do dia 24 do presente mês.

 


 

[TRAGEDY KHADAFI, SEAN PRICE, LARGE PROFESSOR & STARVIN B] Freestyle @ GOBLINS

Como este vídeo devem haver muitos mais e só esperamos que possam ver a luz do dia: trata-se de um freestyle do malogrado Sean Price (aqui com uma série de outros MCs), um dos mais impressionantes rappers de Nova Iorque que recentemente desapareceu. Price pega no microfone, como se um membro do próprio corpo se tratasse, e dirige-se aos presentes com a mesma garra de sempre. É assim que nos queremos lembrar dele. Grande Sean P!

 


 

[A$AP ROCKY FEAT. JOE FOX & KANYE WEST] “Jukebox Joints”

Do final para o início, sem Kanye, que ainda assim brilha por aqui. O multifacetado Rocky traz-nos uma faixa cheia de soul do seu último projecto, At. Long. Last. A$AP, com uma tracklist para todos os gostos. Assumidamente pop, aponta para outros públicos sem que se lhe tire o mérito. Toda a escrita é coesa e sempre com produções de peso e bons trabalhos de mistura. O clipe tem uma cinemática vintage, a fazer lembrar o tempo das jukeboxes, que rapidamente se torna num ambiente trippy, acompanhado de uma mulher num quarto enquanto confessa o medo que tem do amor. Rocky está em grande forma e em breve entra em digressão com Tyler, The Creator.

 


 

[SILAS BLAK] “Cops On My Back”

Rap interventivo de Seattle do MC que responde aos abusos de poder da autoridade com palavras em vez de balas. Num registo muito aproximado do spoken word, Silas dispara palavras em tom de voz de comando num beat simples em jeito militar, com teclas muito dreammy que nos fazem entrar num clima de paz interior. As palavras são uma forte arma quando conseguem atingir o ponto certo.

 


 

[SPLURGEBOYS] “Friendzone”

You can keep your friendship, I don’t do the friendzone”, e acho que ninguém gosta de ficar nessa posição. Temática curiosa, torna a coisa mais fresh, com um beat que ajuda imenso no pesar do tema. Ir além do hip hop, explorar a cena bass e trap que nos vai trazendo ingredientes sempre bastante exóticos e interessantes. O tema vem do LP At The Tank, disponível para download gratuito aqui.

 


 

[DURAGE DYNASTY] “Neighborhood Dope Dealers (Prod. Just Blaze)”

Dupla da nova escola de MCs que ainda segue o boom bap de corpo e alma mostra aqui grande coesão entre no que toca a rimar. É raro assistirmos a grupos de rap com grandes malabarismos entre os MCs, estamos muito presos à estética ‘MC1 – Refrão – MC2, etc.’ e, aqui, podemos realmente assistir a uma letra literalmente escrita a dois. É de referenciar também a sonoridade adicionada por Just Blaze na produção, sempre em grande nível no que toca a instrumentais com um sabor mais soul. Na calha estão dois EPs, Extended Capes e Ajustable Crown, ambos sem data definida para a edição, mas fica esta boa primeira impressão.

 

Revê aqui toda a série 7 Dias, 7 Vídeos de Gonçalo Oliveira.

Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira