pub

Fotografia: Direitos Reservados
Publicado a: 04/04/2022

Uma semana de novidades audiovisuais nos terrenos do hip hop e electrónica pela mão de Gonçalo Oliveira.

7 Dias, 7 Vídeos

Fotografia: Direitos Reservados
Publicado a: 04/04/2022

Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos?

7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal nos terrenos do hip hop e electrónica. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto de novo, com tanto para espreitar e escutar.


[Ghetts] Daily Duppy

Se, em 2006, a SB.TV desenhou a planta para uma plataforma digital auto-sustentável dedicada à cultura hip hop no Reino Unido, a GRM Daily teve três anos para tirar os devidos apontamentos até à sua estreia, em 2009. E quando se começa já com alguma bagagem adicional, é normal que também se consiga chegar mais longe de forma mais rápida: o canal YouTube inglês atingiu os 5 milhões de subscritores e, na semana passada, começou a celebrar o enorme marco com conteúdos de peso. Escolhemos a entrada de Ghetts para a rubrica Daily Duppy como momento mais alto numa jornada que nos deu também rimas de LD ou Blade Brown e interacções com Central Cee ou AJ Tracey em episódios de Crep Check.


[Marlon Craft] “Hans Zimmer”

Faz parte daquele lote de rappers brancos cuja música facilmente recai para o corny mas, desta vez, temos de lhe voltar a tirar o chapéu. Marlon Craft deu a vida por quatro minutos do melhor rap que a sua carreira regista e o momento para alcançar tal nível de mestria chega-lhe numa fase crucial, já que “Hans Zimmer” é o primeiro single de While We’re Here, o próximo trabalho do rapper de Hell’s Kitchen que quer reacender a alma do hip hop de Nova Iorque. Havoc, lenda viva dos Mobb Deep, deu uma mãozinha na produção.


[Lunar C] “MOST HIGH”

Fez-se MC no circuito de battle rap britânico e foi uma das estrelas da liga Don’t Flop. Nas edições, apesar da sua estreia em disco datar de 2010, através The Lunar CD, só nos últimos cinco anos é que o nativo de Bradford, Lunar C, tem assumido uma postura de maior regularidade. Lançado pela Blah Records no final da semana transacta, MOST HIGH foi o sexto projecto com a sua assinatura desde 2017 e o primeiro sob a alçada de um selo discográfico independente e de culto dentro do seu país. Merecido.


[Doechii] “Persuasive”

Soa mais a qualquer coisa saída das mãos de KAYTRANADA do que a Oh The Places You’ll Go, o álbum que, em 2020, ditou uma considerável ascensão na sua popularidade e a levou a acusar no radar da Top Dawg Entertainment. A aproximação à editora que deu a conhecer Kendrick Lamar ao mundo aconteceu ainda em 2021, por intermédio de Isaiah Rashad, que convidou Doechii a participar em “Wat U Sed“. Depois da estreia há um par de semanas, “Persuasive” conta agora com um videoclipe assinado por Omar Jones, mas nem isso impede o tema de se tratar de um dos piores registos de sempre da label relativamente ao desempenho comercial da canção debutante de um novo artista. A primeira amostra pela TDE pode não ser bem aquilo que todos estavam à espera, tendo em conta os dotes que Doechii já exibiu perante a escrita rap, mas estamos crentes num futuro melhor. No pior dos cenários, a componente dançável está, pelo menos, garantida.


[A$AP Ant] “The God Hour” feat. A$AP Rocky

Já lá vão os dias em que o esquadrão da A$AP Mob trocava versos a toda a hora mas Ant encontrou forma de se voltar a cruzar em estúdio com Rocky para delinearem uma nova faixa em conjunto. “The God Hour” tem o carimbo da marca de roupa fundada há 15 anos por Ant, a Marino Infantry, e serve para antecipar From Me 2 U, um novo LP que está a ser dirigido por Adam Kirkman, ele que ao longo da última década lançou projectos como The Interlude ou I Am Underground e participou nas mixtapes clássicas do colectivo nova-iorquino Lord$ Never Worry e Cozy Tapes (tanto no primeiro como no segundo volume).


[D Smoke] “Crossover” feat. Westside Boogie

Tal como o irmão mais novo SiR, D Smoke também tem aquele jeito — meio rap, meio soul — de cantar hip hop que nós tanto gostamos. Aos 36 anos de idade, a sua carreira despontou apenas há três anos atrás, depois de ter vencido a competição/reality show da Netflix Rhythm + Flow. Desde essa crucial vitória, foram três os discos que lançou: Inglewood High, Black Habits e War & Wonders, o seu mais recente, editado em 2021, e onde este “Crossover”, que conta também com um verso de Westside Boogie, pôde ser escutado pela primeira vez.


[DJ Harrison] “Be Better” Ao Vivo c/ Butcher Brown

Apesar de já termos entrado em contagem decrescente para a edição Alpha Place — o próximo álbum de Knucks sai a 6 de Maio — interrompemos a vossa possibilidade de escutar o novo “Nice & Good” nesta rubrica para recuperar um dos momentos mais bonitos para a música negra norte-americana em 2021: “Be Better” é a segunda música a surgir no alinhamento de Tales From the Old Dominion e uma das criações do polimata DJ Harrison com mais groove de sempre. O multi-instrumentista e compositor de Richmond, Virginia, fez-se acompanhar do jazz-funk cósmico dos seus Butcher Brown nesta recriação ao vivo do tema para o canal YouTube da Stones Throw.

pub

Últimos da categoria: 7 Dias, 7 Vídeos

RBTV

Últimos artigos