7 Dias, 7 Vídeos

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Direitos Reservados

 

Era digital, informação à velocidade da luz. Vídeos e músicas a soçobrar pelas plataformas virtuais. Novidades emaranhadas entre si, confusão sónica, sentidos desorientados. Quem nos guia? Por onde vamos? Para onde vamos?

7 Dias, 7 Vídeos é o resgate audiovisual semanal no terreno do hip hop. Filtragem de qualidade, barreira contra a poeira que nos cega com tanto novo, com tanto por onde espreitar e escutar.

 


 

[SABA] “Timezone/Whip (areyoudown?)”
(ComfortZone, self-released)

O jovem MC de Chicago aposta em visuais fortes para reanimar estes dois temas da sua mixtape lançada o ano passado. Um passo importante para o rapper, dando consistência ao repertório e somando um significativo número de acessos ao stream/download do projecto. Mais recentemente foi parceiro de palco do seu conterrâneo Chance The Rapper, que o escolheu para participar no seu recente single “Angels” e para o acompanhar no respectivo tema no The Late Show with Stephen Colbert.

Sonoridades chill, perspectivando uma nova forma de abordar o trap e seus derivados, fintando toda a cena drill que inunda Chicago freneticamente. Pausa para respirar.

 


 

[PUBLIC ENEMY] “Lost In Space Music”
(Man Plans God Laughs, SPITdigital Recordings)

Mudam-se os tempos, mudam-se as sonoridades. O trabalho dos Public Enemy foi, sem dúvida, marcante e continua a dar que falar graças à força do colectivo em evoluir e explorar tendências mais actuais, ao nível do som. A nível lírico, a mensagem continua a ser a mesma: mover as massas. Tal como a fórmula utilizada para os vídeos, que, ainda assim, não só acompanha como chega mesmo a ultrapassar vários outros artistas que ainda não fornecem material em 4k. Há ainda um pormenor interessante: quem diria que iríamos ver Flava Flav num teledisco em pleno 2015 a utilizar um iPhone?

Apesar de este ser, provavelmente, o single menos forte do último trabalho, Man Plan God Laughs é um álbum a ter em conta graças à fome de rap que o grupo ainda demonstra, não querendo estar nunca fora do jogo. Podem encontrar muitas outras razões para continuar a dar ouvidos a estes dinossauros num artigo baseado numa recente entrevista de Chuck D.

 


 

[GOLDYARD FEAT. THE OUTFIT, TX] “Buenos Dias”
(Fuck Culture 2, self-released)

Muito rap tem aparecido baseado num lifestyle que se mistura com o consumo de lean. Não só a nível do conteúdo áudio mas também no campo dos vídeos, com desfoques, efeitos trippy e tons roxos. O trio de Atlanta bebe da água da sua própria geração, reformula-a e devolve-nos a sua abordagem. A zona sul dos Estados Unidos continua a dar cartas no trap, tendo saído de lá grande parte dos graves que mais têm feito vibrar as nossas colunas.

Os Goldyard têm um trabalho editado este ano, ao qual pertence este tema, Fuck Culture 2. A terceira parte desta saga está apontada para 2016.

 


 

[SCRUFIZZER] “FizzyFlow II (Usain Bolt) (Prod. MKJ)”

O título diz muita coisa. O seu status no Instagram mais ainda: “your too slow with everything“. Scrufizzer pede por velocidade no hip hop e obriga a subir a mudança para o poderem acompanhar. Malabarismos com multies e picos de flow supersónicos à la Usain Bolt. Tudo isto a contracenar com uma malha minimal de grime, de baixas rotações, sendo a voz a assumir todo o controlo dobrando os BPMs para manter o motor aquecido. Quem assina o beat é Mikey Jay, produtor já nomeado duas vezes para os Grammys.

 


 

[HO99O9] “DeathKult Disciples (999 Anthem)”
(Dead Bodies In The Lake, self-released)

Um dos grupos de rap onde a influência punk mais se faz notar, com batidas fortes e riffs distorcidos. Descola-se do rapcore para explorar terrenos ainda mais sujos sombrios. Um tema com capacidade para gerar altas descargas de adrenalina pelo público, aliciando aos saltos no meio da multidão e o consequente levantamento de poeiras dos recintos.

A última mixtape dos Ho99o9 encontra-se disponível para stream e download no SoundCloud da banda.

 


 

[HODGY BEATS] “HUNGER (Prod. Scoop Deville)”

As sonoridades mais alternativas continuam a fluir dentro do seio da Odd Future, que nos tem habituado, e muito, a pensar fora da caixa. Hodgy Beats vê mais um single seu a receber tratamento de vídeo, após já ter lançado durante o ano Dena Tape 2. Um ano de peso para o jovem colectivo, que nos últimos meses editou álbuns de Earl Sweatshirt, Tyler, The Creator e The Internet.

“HUNGER” vem para elevar novamente a fasquia, depois de uma mixtape que ficou um bocado aquém das expectativas, ainda sem datas para novos lançamentos.

 


 

[HAZE] “Quando Sentes é Assim”

Mais uma abordagem trap que foge às tendências, desta vez produto nacional. Haze vai buscar aquele sentimento lírico revivalista que rapidamente se associa ao boom bap directamente para um beat dreamy arquitectado com plantas de quem desenha a pensar no futuro e não no passado.

Haze é um dos MCs que surgiu com o boom de rap caseiro que navegava pelos fóruns de hip hop na década passada. O tempo passa mas o sentimento mantém-se, com um EP na calha ainda sem data definida. Este será o single do trabalho e encontra-se disponível para download aqui.

Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira

Filho bastardo do jazz e da soul que encontrou no hip hop uma nova forma de abordar linguagens musicais perdidas no tempo. Não tem uma música favorita porque Jimi Hendrix e J Dilla nunca trabalharam juntos.
Gonçalo Oliveira

Latest posts by Gonçalo Oliveira (see all)