Throes + The Shine impedidos de entrar nos EUA para actuar no SXSW

[FOTO] Ricardo Almeida

A notícia chegou ontem à noite através do Facebook oficial dos Throes + The Shine: a banda foi obrigada a cancelar a participação no SXSW devido a problemas com os vistos dos membros angolanos.

O caso do grupo português não é único e, pelo menos, mais 7 músicos estão nas mesmas condições, entre eles o baterista britânico Yussef Kamaal. A confusão está relacionada com vistos de entrada, mas, segundo Cherine Amr, uma das artistas em causa, os papéis estavam todos em dia. Mesmo assim, a passagem foi negada e o responsável oficial das fronteiras remeteu a questão para supostos protestos que estavam a ser preparados para acontecer durante o festival.

Todo o imbróglio acontece depois de Donald Trump, actual Presidente dos Estados Unidos da América, aplicar medidas para suspender entradas de refugiados e pessoas de vários países muçulmanos no EUA. Para esclarecer o que se passou, o ReB esteve à conversa com os Throes + The Shine para perceber melhor os acontecimentos recentes:

 



Qual foi o problema que foi levantado com os passaportes angolanos?

O que aconteceu foi que os vistos que o próprio festival disse serem necessários para os nossos membros angolanos eram do tipo B. No entanto, a embaixada americana acabou por exigir que os vistos requisitados fossem do tipo P, que tem um tempo de espera e um custo muito mais elevados. Isto acabou por inviabilizar a nossa presença no SXSW devido aos prazos apertados.

Quando perceberam que já não iam conseguir ir? Pouco antes de terem de apanhar o voo? Iam viajar durante esta terça-feira?

Percebemos no decorrer de segunda-feira. Tentámos todas as alternativas possíveis para conseguirmos viajar de forma legal para o Texas, mas foi-nos impossível chegar a uma solução que nos permitisse a todos embarcar na terça feira, de forma a subirmos ao palco na quarta e quinta.

Obviamente que se sentem desiludidos. O que é que vos passa pela cabeça neste momento?

Neste momento passa-nos pela cabeça que temos de continuar a trabalhar. Que para o ano estaremos no SXSW e que, ainda este ano muito provavelmente, estaremos não só nos Estados Unidos como noutros países da América do Norte. Resta-nos desejar ao resto da crew da Discotexas umas noites de arromba pelos States e esperemos que o mundo continue aberto à cultura e ao intercâmbio da mesma!

 


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team