pub

Sexta-feira farta: Novos trabalhos de Lute, Iglooghost, Injury Reserve, Four Tet, Ibeyi, Evil Needle ou Masta Killa

[FOTO] Direitos Reservados

Jazz, hip hop, electrónica, trap e variações dos géneros anteriormente mencionados na lista de 11 (!) trabalhos lançados esta sexta-feira, dia 29 de Setembro. Impressionante a quantidade de projectos com qualidade assinalável em cada semana.

Kamasi Washington, PartyNextDoor, Smokepurpp e Klein juntam-se aos nomes presentes no título deste texto, artistas que merecem o vosso play durante os próximos tempos. Precisavam de renovar o vosso “alimento” musical diário? Façam bom proveito…

 


[INJURY RESERVE] Drive It Like It’s Stolen

O trio do Arizona, que passou despercebido na altura das escolhas de melhores projectos referentes ao ano passado, regressou hoje ao formato de EP. A estreia em curta-duração dar-se-ia em 2014 com Cooler Colors para, nos dois anos seguintes, nos oferecerem dois bons álbuns repletos de energia. Aqui, no Rimas e Batidas, Alexandre Ribeiro retratava o estranho caso de um trio que não estava a conseguir a atenção que merecia.

Para Drive It Like It’s Stolen, a fórmula parece ser ligeiramente diferente, com o grupo a assumir uma certa dose de solidão pelos singles que nos deixavam antever o EP. No entanto, “See You Sweat” deu-nos um pequeno sabor à vitalidade com que se apresentaram no passado. E o que dizer de “Boom (x3)”? Um grande pontapé na porta que vai de encontro à falta de exposição que o trio parece estar a ter.

 


[LUTE] West 1996, Pt. 2

Podemos estar perante de uma das grandes surpresas deste ano. Lute está ainda longe de ser dono de um lugar ao Sol. Mas, a cada passo dado pelo MC da Carolina do Norte, o caminho vai-se mostrando cada vez mais interessante.

De uma situação de quase anonimato, Lute agarrou uma oportunidade única quando ingressou na Dreamville de J. Cole, há 2 anos atrás. O silêncio editorial não nos permitiu perceber em que ponto da carreira se encontrava depois de uma interessante mixtape West 1996. “Still Slummin’” foi o único sinal de vida, antes de “Juggin’”, a primeira amostra do álbum de estreia que adoptava uma continuação da sua anterior mixtape.

Assim como o álbum que lançou hoje, Lute estreou ainda o vídeo para “Morning Shift”. O futuro parece risonho. Resta agora saborear West 1996, Pt. 2 para perceber se a receita foi executada na perfeição.

 


[KAMASI WASHINGTON] Harmony of Difference

Embora a suíte de 6 peças tenha estreado em Março passado no Whitney Biennial 2017, Kamasi prometia que o EP chegaria durante o Verão ao seu público através da Young Turks. E cumpriu. Harmony of Difference é um trabalho que busca a sua beleza nas diferenças, procurando harmonizar sons opostos, num jeito de critica à sociedade na qual nos inserimos nos dias de hoje.

O EP encontra-se num registo de jazz orquestral. Além de do som do saxofone de Kamasi, podemos ouvir ainda piano, isntetizador, baixo, trombone, trompete e várias percursões. Na bateria encontra-se Ronald Bruner Jr., o músico que é irmão de Thundercat e Jameel Bruner, ex-The Internet.

 


[MASTA KILLA] Loyality Is Royality

Não dá para dizer que não a um Wu-Tang. Um dos membros mais discretos fora do colectivo de Nova Iorque editou hoje o seu quarto álbum. O ingrediente perfeito para precisa de uma boa dose de boom bap fresco para o fim-de-semana.

A poucas semanas de The Saga Continues, o próximo álbum dos Wu-Tang Clan, Masta Killa aproveita para ir preparando o terreno, para que possamos receber novamente uma das maiores crews da história do hip hop nas melhores condições.

Em 16 temas do alinhamento de Loyality Is Royality, o rapper troca versos com Redman, Method Man, Inspectah Deck, GZA ou Cappadonna. Evocando ainda o espírito de quem já partiu com 2 versos inéditos dos malogrados Sean Price e Prodigy. Na produção destacam-se nomes como RZA, 9th Wonder ou !llmind.

 


[KLEIN] Tommy

O mais recente EP da cantora e produtora londrina vem com o selo da Hyperdub e posiciona-se numa zona ainda por definir no espectro musical. O trabalho está repleto de técnicas de corte e costura, com muita manipulação de samples, de forma a nos oferecer uma estranha experiência de viagem pelos caminhos mais abstractos da música electrónica.

Entre os 8 temas que compõem o alinhamento de Tommy, Klein navega por novas águas, recorrendo a alguns elementos distintos como r’n’b, soul, drum and bass, industrial ou noise. Os temas passam também por várias fases distintas, como é o caso de “Everlong”. A faixa começa com um arpegio de guitarra de cariz folclórico, sofrendo várias mutações até mergulhar na escuridão de uma batida escura e indefinida.

 


[IGLOOGHOST] Neō Wax Bloom

2 anos após se ter estreado pela editora de Flying Lotus com o EP Chinese Nü Year, o jovem produtor britânico volta a carimbar um novo projecto com o nome da Brainfeeder. Pelo alinhamento de Neō Wax Bloom, Iglooghost dá continuação à história dos dois olhos que foram até ao misterioso mundo de Mamu. Deste lado não sabemos muito bem como isso pode soar, mas as 11 faixas apresentadas pelo produtor continuam a mostrar o porquê do seu impacto. A capacidade de orquestração digital parece cada vez mais apurada e o álbum que hoje acaba de lançar é, sem dúvida, mais um marco importante para cimentar a influência que o britânico impõe nas pistas de dança nos dias de hoje.

 


[FOUR TET] New Energy

O mais recente álbum do produtor chegou após um inesperado aviso via Tweeter, que indicava que o projecto chegaria nas próximas horas. Não demorou muito até New Energy surgir nas plataformas de distribuição digitais. Nos 14 temas que Fout Tet nos apresentou hoje há influências de um pouco de tudo. Entre temas mais acelerados ou faixas melódicas desprovidas de batidas, o produtor britânico testa as suas habilidades nos terrenos do hip hop, trip hop, house ou techno.

 


[IBEYI] Ash

A dupla fanco-cubana editou hoje o segundo álbum da carreira. Uma das grandes apostas por parte da XL Recordings volta a surpreender com a sua pop vestida de roupagens electrónicas, que nos faz viajar entre os ramos mais alternativos da música que aponta às massas. Ash conta com uma boa dose de sentimentos e fica marcado pela estreia da dupla na língua espanhola, como ouvimos em “Valé” ou “Ma Voy”. Kamasi Washington marca presença no álbum, bem como Chilly Gonzales, Meshell Ndegeocello e Mala Rodriguez.

 


[EVIL NEEDLE] Abyssal

O alemão, que já assinou trabalhos pela Soulection em 2011 e 2014, também escolheu o dia de hoje para editar o seu sexto LP. Reconhecido pela orgânica implícita na musicalidade dos seus instrumentais, Evil Needle volta a distribuir mais um projecto pela HW&W Recordings, da California. São 14 novos beats que acompanham a evolução cronológica do hip hop, sempre com o seu cunho melódico bastante vincado nas produções que nos oferece. Sivey e Mo Vibez dão uma mãozinha na cooprodução de dois temas. Com Naji, Noah e Aleisha Lee a emprestar a voz para o projecto em três faixas distintas.

 


[PARTYNEXTDOOR] 7 Days

7 Days, 7 temas. É esta a conta de PARTYNEXTDOOR no seu mais recente EP, o sucessor de Colors 2, editado ainda durante este ano. Com uma vasta equipa de produção a trabalhar para o sucesso do canadiano da OVO, o cantor apresenta-se em registos trap com várias nuances da electrónica de dança, num projecto que conta ainda com as colaborações de Halsey e Rick Ross.

 


[SMOKEPURPP] Deadstar

O álbum do rapper viu a sua edição adiada para o dia de hoje. Mas isso não retira a pujança embutida nos 16 temas com que se apresenta em Deadstar. Os instrumentais vêm regados de melodias sombrias, assinados por gente como TM88, Harry Fraud, Sonny Digital, Southside ou Soundsbynova. No campo das rimas, há convidados de peso a ter em consideração: Chief Keef, Yo Gotti, Travis Scott, Lil Pump, D.R.A.M. e Juicy J aceitaram colaborar com MC de Miami.

pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos