pub

Série animada da DUST lança luz sobre o afrofuturismo

A plataforma de criação digital DUST, responsável, por exemplo, pela série Drawn & Recorded do Spotify que conta com um episódio dedicado a Ol’ Dirty Bastard, acaba de revelar a sua nova criação: uma série animada que pretende reflectir sobre o conceito de afrofuturismo, enunciado originalmente em 1994 por Mark Dery no ensaio Black to The Future.

O primeiro episódio da série mostra-nos Sun Ra como um pioneiro exemplo dessa projecção da experiência negra no espaço, como uma reflexão sobre o desejo de liberdade e de superação. Steven Jackson, produtor da série juntamente com Sama’an Ashrawi, explica o conceito de afrofuturismo no site oficial da Dust: “Trata-se de um movimento cultural que combina elementos variados de música, ficção científica e afrocentrismo e que aborda várias preocupações e temas da experiência negra através de uma lente de ficção científica e de cultura tecnológica”. Sama’an esclarece ainda que o conceito pode ser alvo de diferentes definições: “Em termos amplos pode-se pensar em afrofuturismo como visões do futuro, ou de realidades alternativas, com raízes na cultura e experiência negras com influências da tecnologia e da arte”.

 



Little Simz, a artista de Stillness in Wonderland, que podem ouvir mais abaixo, é a voz convidada para narrar este primeiro episódio. De acordo com o Okayplayer, futuros episódios serão dedicados a gente como Jimi Hendrix, George Clinton, Missy Elliott ou Uhura, a primeira tripulante negra da Entreprise, a nave da mítica série Star Trek.

SiR ou Syd são alguns dos nomes que se encontram em Stillness in Wonderland, o álbum de Little Simz que cruza soul e jazz e ele mesmo uma vincada ideia de futuro.

 


pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos