Savant Fair // Belo Abismo

[TEXTO] Francisco Couto

Belo Abismo é composto por três faixas leves mas algo desconcertantes que nos levam até à ilha Terceira, nos Açores, local onde Savant Fair produziu este EP, entre Julho de 2019 e Janeiro de 2020. O próprio título, afirma o artista no seu Bandcamp, vem de uma praia nessa ilha, comentando ainda que este “belo abismo” reflecte de certa forma aquilo que é a vida.

Estas peças, que vivem no espectro do house solarengo e despreocupado, remetem-nos para um ambiente e um estilo de vida mais tranquilo e sereno, sem grandes pressas nem corridas contra o tempo, algo que não existe propriamente no caos urbano de Lisboa, por exemplo, cidade na qual o produtor e locutor de rádio está sediado.

Assim como podemos dar um passeio na praia e sentir a areia nos pés, o vento na cara e o mar que nos enche os olhos, os ouvidos e o olfacto, também estas músicas criam ambiências que servem como plano de fundo para vivermos momentos introspectivos — a sós com os nossos pensamentos ou acompanhados por alguém que nos é querido. Às vezes, os infinitamente repetidos loops que se vão sobrepondo ao longo das faixas passam para um segundo nível de atenção, não pela falta de força que cada um deles tem, mas pela constante repetição dos elementos e harmonia criada entre eles, que nos fazem viajar dentro do nosso próprio cérebro enquanto os contemplamos com os nossos sentidos.



“Hedychium”, “Santa Bárbara” e “Sometimes, Ocean Gives Me Anxiety” partilham o mesmo imaginário sonoro e as mesmas estruturas. A primeira é liderada por um sintetizador acid/gerador de dinâmicas que segue pads dreamy e uma batida que se encontra entre a suavidade do techno ambient e os palcos de clubbing (um pouco como o Selected Ambient Works 85-92). O baixo é o líder das restantes, que define o groove logo no primeiro segundo das músicas, sendo depois acompanhado por synths, mais uma vez, sonhadores e nostálgicos e uma batida que mantém os nossos pés assentes na terra. O equilíbrio existe não só entre os vários elementos de cada faixa, mas também entre as próprias faixas que criam uma espécie de narrativa algo abstracta, mais direccionada para a viagem emocional que o som desponta em nós.

Belo Abismo é a tranquilidade criada com os instrumentos da música electrónica de dança, que foram polidos para evitar dissonâncias estranhas nos nossos ouvidos e os confrontos agressivos entre o que ouvimos e o que sentimos. Este EP não pretende fazer-nos procurar quem somos nos momentos de desconforto e o que ele nos faz sentir, nem esquecermo-nos do que somos e o que nos rodeia, como às vezes acontece com música de rave. Pelo contrário, pretende acompanhar a viagem de cada um, dar-lhe espaço e criar uma zona serena para pensarmos com mais clareza, assim como uma praia nos Açores nos pode fazer sentir: livres, descontraídos e em conexão com o mundo à nossa volta e, consequentemente, connosco próprios. Mas, caso o mood do ouvinte seja o de bater o pé enquanto contempla este belo abismo, não há nada que um bom par de subwoofers não resolva.


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team