pub

Fotografia: Direitos Reservados

Gangsta Boo, La Chat, Three 6 Mafia, Rico Nasty em destaque na série documental Momentum.

Red Bull Music homenageia as “rainhas do rap sulista”

Fotografia: Direitos Reservados

Na série documental Momentum da Red Bull Music, o impacto societal do hip hop nos EUA é visto à lupa regional: da dinâmica queer em Chicago à reemergência artística de Oakland. O novo episódio vai até ao Sul, pela história do qual irromperam nomes como OutKast ou DJ Screw, e pretende devolver o foco às mulheres que ajudaram e continuam a impulsionar a cena.

Ao longo de 11 minutos, exploram-se as dificuldades em subsistir num meio tendencialmente masculino e as imposições feitas às mulheres. São recolhidos os testemunhos de pioneiras como La Chat ou Gangsta Boo — rapper originária de Tennessee e que fez parte dos Three 6 Mafia — e newcomers com notável fulgor, como Rico Nasty, que se inspira na cena sulista, ou bbymutha.

No caso da última, não há concessões a fazer: “Não comprometo quem sou, de todo. E as pessoas tentarão fazer-te isso para que chegues mais longe, mais rapidamente”. Foi também por esta via que enveredou La Chat: “Fui uma das rappers que sentiu que nunca tinha de mostrar o seu corpo para chegar a algum lado […] Porque não estava a vender corpos, estou a vender música.”



Mas convém não ser sensível a um processo que é emocionalmente taxativo, como explicita Nasty no começo do vídeo de 11 minutos, ou injusto a acomodar a multiplicidade de papéis da mulher. “As mulheres têm filhos e arrasam nas suas vidas”, continua, estabelecendo que não “querem saber do que as pessoas têm para dizer sobre educarem as suas crianças, ou sobre a confiança precisa para se ser mãe. Isso é muito inspirador”. Para bbymutha, foi o poder da música que a ajudou a superar um período em que prestava cuidados à avó, tratava dos seus quatro filhos (dois dos quais recém-nascidos): “Foi a única coisa que me impediu de enlouquecer um pouco.”

O tom do vídeo é franco na exposição das dificuldades inerentes à carreira de uma mulher no hip hop. Mas a verdade é melhor dita por Gangsta Boo: “Quando uma mulher forte está no local, sente-se a presença.”


pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos