Puro L sobre Old Fashion: “Senti que tinha que dizer o que me ia na alma”

[TEXTO] Alexandre Ribeiro [FOTO] Direitos Reservados [ARTWORK] António “AP” Pinho

Puro L e Dekor revelaram “Old Fashion (Bounce), o primeiro single de Old Fashion, o EP colaborativo que marca a estreia do MC de Penafiel e do rapper e produtor de Ermesinde enquanto dupla. DJ Casca, Stereossauro e Denise são as participações confirmadas.

Em 2015, O Último Mortal, álbum de estreia de Daniel Silva, contava com a colaboração de André Costa nas faixas “A Dúvida” (voz convidada) e “Grand Finale” (instrumental), mas a relação do duo vem de outro tempo, mais concretamente de 2005/2006, altura em que o amor pelo rap os juntou no colectivo Carisma.

Os últimos dois anos foram produtivos para ambos: Puro L entrou no álbum de Sensei D., Vivificat, brilhou na remistura de “Acena”, faixa original de Blasph com participação de Nerve e beat de Sam The Kid, e participou em “12 Magníficos”, tema do novo álbum de Fuse. Dekor, o multifacetado artista, está a preparar o álbum Som de Fundo – já revelou dois singles, “Clássico” e “Realidade Encenada” – e, em Setembro, editou Beats e Bitaites, EP em que divide o protagonismo com Mentor.

Old Fashion já está disponível para venda em formato físico através do e-mail oldfashion.ep@gmail.com. A partir de Dezembro, o EP sai para as plataformas digitais e estará a um clique de distância.

O Rimas e Batidas esteve à conversa com Puro L e falou sobre o início da relação musical com Dekor, o conceito de Old Fashion e as participações do EP:

 


[A relação musical com Dekor]

“O Dekor foi a primeira pessoa que conheci que partilhava comigo o gosto pelo rap, isto algures em 2005/2006. Não conhecia ninguém na minha cidade e, na altura, apanhei o comboio para ir ter com ele a Ermesinde, sendo que nesse mesmo dia me convidou para fazer parte da crew que já tinha na altura: Carisma. Desde aí que fomos fazendo uma série de sons juntos e ele acabou por ser também o meu side kick quando comecei a subir ao palco. Pela altura do lançamento d’O Último Mortal, o Dekor começou a produzir e entrou no disco nessa última faixa, mas desde aí aprimorou o skill e este EP acabou por surgir naturalmente porque me ia mostrando todos os beats que fez desde então.”

 


frente

[O conceito do EP]

“Há sobretudo um conceito estético de manter a cena a soar crua, sem grandes modulações de voz e com rimas afiadas que dão origem ao nome Old Fashion. Não faria sentido de outra forma, tendo em conta a produção do próprio Dekor. Fui um pouco atrás do que os beats transmitem. No que toca a temas, há uma nuvem de desabafo que paira no EP. Senti que tinha que dizer o que me ia na alma, agora que conheço melhor este meio por dentro e que ganhei a ‘visão do palco’ que não tinha quando escrevi o meu primeiro álbum.”

 


verso

[Os convidados de Old Fashion]

“Sentimos necessidade de convidar sobretudo DJs pela sonoridade do EP. Temos o DJ Casca e o Stereossauro a fazerem magia. E convidámos também a soul da Denise para o tema mais melow do disco.”