pub

Perigo Público e Sickonce revelam a capa, o alinhamento e o título do álbum em conjunto

[TEXTO] Alexandre Ribeiro [FOTO] Direitos Reservados

1991 é o título do álbum colaborativo de Perigo Público e Sickonce. A dupla revela agora a capa e o alinhamento do trabalho, conforme podem ver no final do artigo.

Depois de mostrarem o primeiro avanço do disco com “Mar de Fora”, Élton e Rafael Correia têm tudo preparado para os primeiros dias de Junho, altura em que irão lançar 1991, a primeira parte de uma sequência de dois álbuns.

Dino D’Santiago, Reflect, Napoleão Mira, Sara Vieira, Rosário Fragoso (Fragas) nas vozes e John Harth (teclas) e Vasco Moura (baixo) são os convidados deste projecto. O Rimas e Batidas esteve à conversa com a dupla para saber tudo sobre as novidades e o que aí vem:

 



No press-release diz que este “é um projecto que narra a história do rapper, depois de, no ano 1991, ter perdido o pai”. Será um disco conceptual à volta desse acontecimento?

[Perigo Público] – Não de uma forma directa, apesar de o considerar conceptual, a narrativa do álbum anda mais à volta de como a minha relação com a cidade se desenvolveu depois desse acontecimento, de como a ausência de uma referência te transforma e te obrigada a crescer tão depressa, sobretudo num ambiente tão especial como o de Quarteira. Aliás, a própria capa é uma referência a isso mesmo: uma criança que se vê obrigada a crescer e a ser adulta demasiado cedo.

[SICKONCE] – 1991 é um mote, uma direcção e um ponto de partida. Eu não conhecia o Élton (Perigo Público) em 1991, mas decidimos contar a história de alguém que perdeu o pai em 1991 e cresceu na pele do Perigo Público.

Contam com várias colaborações no álbum. Como é que foi o processo de escolha desses nomes para as respectivas faixas?

[Perigo Público + SICKONCE] – Em primeiro lugar existe, com todos os convidados, uma relação de amizade. Depois, dentro daquilo que eram as necessidades dos temas, fomos recorrendo às suas características, até porque nenhum tema foi criado em conjunto, eles chegaram sempre que fizeram falta!

1991 é a primeira parte de uma sequência de dois discos. Porque é que decidiram dividir e o que é podemos esperar para a segunda parte?

[Perigo Público] – O principal motivo deve-se a mostrarem duas perspectivas diferentes, quer a nível de temas quer a nível de sonoridades. Nós já começámos a produzir este disco há cerca de um ano e durante o processo criámos mais de vinte músicas… A certa altura percebemos que existiam dois caminhos, que fazem parte da mesma história mas deviam chegar em momentos distintos.

[SICKONCE] – São histórias que vão acontecendo em paralelo mas que são contadas de forma diferente. Esta primeira parte vem abrir caminho e a segunda vem aprofundar alguns assuntos.

 


[ALINHAMENTO]

01 – “Quando o Céu Cair” (feat. Dino D’Santiago)
02 – “Sempre” (feat. Reflect)
03 – “Os Putos”
04 – “Karma” (feat. Sara Vieira)
05 – “#Perigo”
06 – “Tentação”
07 – “1991” (feat. Napoleão Mira)
08 – “Balizas Pequenas” (feat. Dino D’Santiago e Fragas)
09 – “Mar de Fora”
10 – “Homem do Peixe”
11 – “Capim”

 


capa_perigo-publico1991

pub

Últimos da categoria: Avanços

RBTV

Últimos artigos