Pedro Mafama: “Tenho gostado cada vez mais de sair do meu casulo”

[TEXTO] Alexandre Ribeiro [FOTO] Direitos Reservados

Tenham cuidado: o “Lacrau” de Pedro Mafama já anda à solta pelo território digital e há relatos que garantem que a picada é “extremamente dolorosa“.

O videoclipe do novo single de Pedro Simões é realizado por André Caniços (que também teve a sua quota-parte em “Água de Coco“, de ProfJam), que, à semelhança do que fez a Follow Creative Studio em “Jazigo“, explora as características da música para criar um imaginário visual rico que convida à imersão total.

“Posso dizer que este é o maior projecto que já fiz até agora a nível de meios, equipa, tudo! Basicamente, o Caniços abordou-me há uns meses e fomos pensando em ideias para o clipe. E depois foi encontrar um ponto de encontro entre os dois porque vínhamos de estéticas relativamente diferentes. Sinto que preciso disto, de confrontar o meu imaginário com as referencias de outras pessoas. E tenho gostado muito desta experiência de colaborar com pessoal e sair cada vez mais do meu casulo”, começou por explicar o artista lisboeta.

A solidão que atravessa a (curta) obra de Mafama vai, a pequenos passos, deixando de ser uma realidade, pelo menos no que toca a colaborações. No final da semana passada saiu o EP da banda Yagmar com a sua participação na faixa “Profano” e, em “Lacrau”, pede pela segunda vez — a primeira aconteceu em “Torneira” com Pedro, O Mau e Ex. Libris — “auxílio” na produção, chamando PEDRO, que limou a sua maquete inicial e deu-lhe o seu twist.



“Basicamente, o PEDRO mostrou que queria ajudar-me no que pudesse e, quando lhe mandei a maquete deste som, pediu-me logo as faixas e retrabalhou-as à sua maneira. Às vezes é importante aprender e colaborar com pessoas que têm mais experiência que nós. Estou muito feliz com este som. O sample é dos Dead Combo, e deixa-me mesmo feliz poder deixar a minha homenagem a uma banda que me inspira muito”, revelou o autor de Tanto Sal, que também se desfez em elogios a Pedro Maurício: “Já nos conhecíamos há algum tempo através da Enchufada, mas nestes últimos meses tem sido realmente diferente começarmos a ter uma relação através da música. Ao princípio foi mesmo um sonho, poder trabalhar com uma pessoa que admiro tanto.”

O DJ e produtor recordou, em conversa com o ReB, o primeiro encontro com os sons de Mafama: “Apanhei logo no início, lembro-me ainda de o ver a publicar no Facebook e nas redes dele a ’07 Pega a 12′, e sei que até lhe pedi a acapella na altura para fazer um edit e conseguir incluir aquilo nos meus DJ sets. O momento em que ele captou a minha atenção foi logo uns meses a seguir, quando ele lançou o EP Tanto Sal e via-se claramente uma evolução na escrita, na qualidade da gravação, na produção dos temas e no pacote inteiro.”

O segredo para o resultado final deve-se, certamente, à admiração mútua que existe. “Para mim fazia sentido isto acontecer porque ele estava a chegar a um sítio onde era possível misturar o meu universo com o dele e fazer sentido para ambos. Sou mesmo muito fã daquilo que ele faz, da visão dele e da forma como ele compreende o que está ao seu redor. O Pedro Mafama é um artista com quem eu me consigo relacionar muito facilmente e, dessa forma, acho que isto irá acontecer ainda mais vezes”, rematou.

Para além das particularidades anteriormente mencionadas, “Lacrau” também será o primeiro tema de Mafama distribuído pela Sony Music Portugal: “Eles interessaram-se por este single, propuseram fazer a distribuição do som e eu decidi que fazer uma experiência com eles para este lançamento seria uma boa coisa. Para ver como corre e o que posso aprender com isto!”

O escorpião já anda por aí, por isso é melhor acautelarem-se: o efeito do veneno pode levar semanas, às vezes meses, a sair do corpo…