NGA regressa em força com a track “Normal”

A mais recente track do rapper NGA, “Normal”, necessita de apenas sete minutos para transformar a linha de Sintra – zona de proveniência do MC – num verdadeiro cenário de ruas obscuras à semelhança de Chicago. A comparação tem um fundamento muito simples: o beat, magistralmente produzido por Juzicy Beats – jovem de Rio de Mouro de apenas 18 anos -, é um pesado drill de teclas tenebrosas e pratos metralhados bem ao estilo do rap nascido no interior dos gangs dos bairros da cidade norte-americana no início da década. Escutem “Love Sosa” de Chief Keef, o miúdo que expôs o potencial do drill rap ao mundo, e logo encontrarão as semelhanças.

NGA emergiu das ruas, é um puro street rapper com milhares de seguidores em Portugal e nos países lusófonos. Adaptando-se às líricas modernas, Edson Silva, nome próprio, cria dicas paradoxais – se num verso regozija-se com a ostentação material, no seguinte coloca em xeque essa vida quando confrontada com a realidade onde cresceu. “Normal não deve ser / Porque de onde um gajo vem pouca gente tem / Deve ser por isso que eu estou nessa estrada a comer mal / Para os putos em casa comerem bem.”

A desconcertante produção de “Normal” não se fica apenas pelo elemento sonoro. NGA apostou tudo num lançamento grandioso e, para isso, foi buscar uma equipa de mais de vinte pessoas para participarem no videoclipe. A história da curta (podemos considerar uma curta-metragem) foi desenhada pelo próprio NGA, na companhia de MisterClipz, e contempla uma parafernália de meios: helicópteros, equipas policiais de operações especiais e os manos de NGA a acrescentarem à carga já de si densa em “Normal”.

É sem dúvida uma produção que, pelo seu todo, certamente irá marcar o presente ano no hip hop nacional.

ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team