pub

Nero sobre “Sem Tirantes”: “O movimento evoluiu bastante mas achamos que se perderam valores”

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Direitos Reservados

Nero e Amon celebram “conexões de uma década” em “Sem Tirantes”. O videoclipe antecipa um EP em parceria, que também conta com DJ Sims atrás dos pratos e tem a chancela da Pipa de Vinho Records.

Para quem acompanha o movimento hip hop underground da periferia de Lisboa, os nomes Nero e Amon não passam despercebidos, nem que seja pelos trabalhos desenvolvidos com as respectivas crews: o primeiro é um dos três MCs que representam a Margem Sul no projecto ORTEUM; o segundo é rapper e produtor e já vestiu as cores dos Top Dogs e Royal Máfia, dois colectivos que distribuíram jogo na Linha da Azambuja. Em 2012, fizeram uma vénia mútua em “Real Recognize Real”, trocando versos dois anos depois numa nostálgica posse cut presente na mixtape de estreia dos ORTEUM.

Uma década passou desde que fizeram os primeiros contactos e, como é natural no desenrolar da história, muita coisa mudou. O sentimento cristalino pelo hip hop mantém-se intacto em forma de rap “Sem Tirantes”, um exercício de escrita à boa maneira do verdadeiro MCing, dos tempos em que “o conteúdo era a lei”. Amon é quem assina o instrumental da faixa através do seu alter-ego Groove Synthdrome.

O Rimas e Batidas falou com Nero sobre o novo projecto que se encontra a construir ao lado de Amon e DJ Sims, um trabalho que o trio prevê que saia em 2019.

 



Fala-me um bocado sobre a temática deste tema: o que é o rap “Sem Tirantes”?

Este tema reflecte a maneira como nós vemos a cultura hoje em dia. O movimento evoluiu bastante mas achamos que se perderam valores. Existe muito rap sem bases ou noção alguma do que é o hip hop. Hoje toda gente é rapper ou tem uma opinião para dar, mas quando a maré vazar vão-se manter os mesmos — “A tchillar numa praia onde tu nem estendes a toalha.”

Já não te ouvíamos fora dos ORTEUM há algum tempo. Sei que o rap continua a fazer parte da tua vida, mas o que é que te fez dar o clique para este novo projecto?

O clique para o arranque deste projecto veio da parte do Amon. Ele passou-me um teste já com o verso dele gravado e perguntou se eu queria entrar no som. A partir daí começámos a bulir.

O Amon e o DJ Sims não são caras novas para ti. Era essencial teres alguns “irmãos de armas” ao teu lado nesta nova etapa? O que esteve na base do convite para formarem um trio?

Como já te disse, o input surgiu da parte do Amon até mesmo nos beats. Groove Synthdrome é o alter-ego do Amon como produtor e ele tem aquele boom bap com um feeling old school que me agrada bastante. Depois de fecharmos os versos, achámos que faltavam uns cuts e então falei com o Sims, deixámos o refrão a cargo dele. Entretanto o Amon continuou a enviar-me beats e a ideia de fazer um EP surgiu.

Deixaste no ar a ideia de um EP com o Amon e o Sims. Em que fase se encontra esse projecto?

O EP vai ser todo produzido pelo Groove Synthdrome com cuts do DJ Sims. Ainda não temos data, estamos em estúdio a gravar, mas tencionamos lançar no início de 2019. Entretanto vamos lançar mais um vídeo de outra faixa do EP.

Podes adiantar outros pormenores?

Por enquanto não temos mais participações, mas podem surgir uns brindes da casa!

 


pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos