pub

Texto: ReB Team
Fotografia: Renato Cruz Santos

Todos os caminhos vão dar aos Açores em Maio.

MUMA 2020 com cartaz fechado

Texto: ReB Team
Fotografia: Renato Cruz Santos
Chegou ao fim a vaga de anúncios para a edição deste ano do MUMA. As últimas confirmações para o festival açoriano, que decorre na ilha do Faial, entre os dias 14 e 16 de Maio, aterraram esta manhã. Percussionista portuense em constante turbilhão artístico, João Pais Filipe vai actuar na companhia de outro colega de percussão, o mexicano Ian Carlo Mendoza, nesta passagem pelos Açores. Mas não se fica por aí: é, juntamente com Arianna Casellas, um dos convidados especiais na apresentação de B.I.F. (Banda de Improvisação do Faial) & Angie Reed. Do tribalismo embutido em rock e jazz stoner dos HHY & The Macumbas às sonoridades mais atmosféricas e exploratórias dos Paisel, o virtuoso músico criado na cidade Invicta não tem tido mãos a medir no que toca a trabalhos editados. Estreou-se com um longa-duração em nome próprio em 2018, pela Lovers & Lollypops, mas o seu refinado toque para os instrumentos que vivem do ritmo já o levaram até selos como a Clean Feed ou a Sonoscopia, através de trabalhos inscritos por alguns dos seus vários projectos de grupo — CZN, Fail Better!, Sektor 304, Karnnos… — ou via colaborações com outros artistas, como aconteceu com Rafael Toral, Gustavo Costa ou, mais recentemente, Black Bombaim. As apostas mais recentes do MUMA recaem também em Simão Simões, Square e Rui Miguel Abreu (DJ set). Contas fechadas para o cartaz do evento que vai levar hip hop, jazz, rock e música electrónica aos Açores e para o qual já haviam sido confirmados nomes como Classe Crua, Maria Reis, Desidério Lázaro, Puto Márcio ou B Fachada. A pulseira geral tem o custo de 16 euros.

pub

Últimos da categoria: Curtas

RBTV

Últimos artigos