MEETSSS: Portimão recebe o 1º encontro internacional de mulheres da indústria da música

[TEXTO] Núria R. Pinto [FOTO] Direitos Reservados

A shesaid.so, rede mundial de mulheres da indústria musical, celebra este ano o seu quinto aniversário e escolheu o Algarve para receber o primeiro encontro internacional de membros. 

A MEETSSS, cimeira inaugural da rede criada em Londres em 2014, acontece entre os dias 3 e 6 de Outubro e irá levar a Portimão vários nomes de peso de diversos quadrantes da indústria musical. 

Jennifer Justice, executiva e advogada responsável pela gestão das carreiras de artistas como Jay-Z ou Mark Ronson, Oronike Odeleye, co-fundadora do movimento MuteRKelly e coordenadora do ONE Musicfest em Atlanta, e Georgia Taglietti, Chefe de Comunicação do SONAR Festival em Barcelona há mais de 25 anos, são apenas algumas das profissionais que integram as palestras e workshops que compõem a primeira edição da conferência internacional.

Com organização a cargo de entidades como o British Council, Kickstarter, Village Underground Lisboa, Italia Music Export, Resident Advisor e Le Bureau Export, a cimeira promete focar-se em tópicos relacionados com a interseccionalidade, diversidade e inclusão, gestão dos próprios negócios e ainda promover discussões em torno de temáticas como o assédio e a má conduta no local de trabalho entre outras questões da indústria musical com foco no feminino. 

Prometidos estão, também, showcases de artistas nacionais e internacionais, bem como uma série de actividade de networking e bem-estar, em três dias de intensa programação à qual o Rimas e Batidas se junta no dia de arranque do evento.

Até dia 8 de Agosto, os bilhetes para a MEETSSS podem ser adquiridos na modalidade Early Bird, mas a organização promete descontos para os mais jovens, público local ou, ainda, participantes com um orçamento limitado. 


Núria Rito Pinto

Núria Rito Pinto

Hip hop, r&b e brasilidades com tanta moderação quanto vontade. Fundou o clube de fãs da “Corda” do Boss AC, já comprou CDs pela capa e preferia comer douradinhos frios todos os dias do que ficar sem Spotify.
Núria Rito Pinto