pub

Mansur Brown: a guitarra que une o Jimi Hendrix ao trap

[TEXTO] Rui Correia [FOTO] Direitos Reservados

“Não é habitual mencionarmos Jimi Hendrix e música trap na mesma frase” ou “tal como Thundercat reivindica o baixo, Robert Glasper as teclas, o prodígio de 21 anos do sudeste de Londres reivindica a guitarra” são dois dos statements que encontramos na síntese do novo projecto de Mansur Brown. Na gíria futebolística dir-se-ia que o treinador está a colocar “a carne toda no assador”. Encaramos assim o texto que descreve Shiroi, o álbum de estreia de Mansur Brown, como um desafio. Ok. Fizemos o prognóstico, respirámos fundo e clicámos no play.

O treinador — desculpem-nos, o editor — arriscou e saiu a ganhar com mérito. Falamos de Kamaal Williams e o seu nome é importante neste contexto. Para além de ser responsável pela aposta em Mansur Brown, o chefe da recém-criada Black Focus Records, também editou este ano o seu disco a solo, The Return. Dois brilharetes em menos de meio ano é obra. Um produto que emerge da efervescente cena musical de Londres, focada na liberdade contemplada pelo jazz.

Ouvimos em Shiroi uma receita urbana bem condimentada: no centro está, de facto, a sua guitarra temperamental (não esquecendo o seu trabalho também no baixo) a sobressair elegantemente de uma aliança entre técnica e improvisação, controlada às vezes pela repetição percussiva de beats simples. Não surpreenderia se num futuro próximo Mansur Brown estivesse a fazer arranjos, por exemplo, para um novo disco de Kendrick Lamar (permitam-nos sonhar com um sucessor na onda de To Pimp A Butterfly).

Destreza não lhe falta, algo que pode ser comprovado desde as suas participações em discos como We Out Here, compilação lançada pela Brownswood Recordings (editora de Gilles Peterson), que inclui o tema “Walls” do seu grupo TriForce, Black Focus, trabalho que nasceu da colaboração de Yussef Dayes e Kamaal Williams, e The Return. Ou em performances de “colar o pistão”, como a maravilhosa “Love Is The Message”, da autoria de Yussef e Alfa Mist. Ou em concertos como o do Church of Sound, onde partilhou palco também com Yussef (SPOILER: há o perigo de criar polémica na Igreja!) para explorar, a dois e num espectáculo único, músicas do repertório de Jimi Hendrix ou da edição de 2017 do Milhões de Festa, onde Mansur foi um dos elementos presentes na apresentação do álbum Black Focus.

 


pub

Últimos da categoria: Ensaios

RBTV

Últimos artigos