A lista do ano de DJ Dadda

[FOTO] Cheezy Ramalho

Natural do Barreiro, DJ Dadda começou o seu percurso em 2010 com o grupo Rastafire Sound. Membro da Bridgetown, o DJ — que actualmente anda na estrada com Mishlawi, por exemplo — é consumidor (e divulgador) insaciável dos géneros r&b, dancehall e hip hop — podem confirmá-lo no seu programa de rádio na Mega Hits.

Wet Bed Gang, Kendrick Lamar e Metro Boomin são alguns dos artistas na colheita do ano passado de DJ Dadda. Confiram as escolhas em baixo.

 


[MELHOR ARTISTA NACIONAL] Richie Campbell

Geralmente, um artista que está no topo há tanto tempo começa a estagnar até que cai. O Richie não. Reinventou-se e manteve-se tão fresh como quando apareceu.

 


[MELHOR ARTISTA INTERNACIONAL] Kendrick Lamar

Poucos conseguem fazer o que ele faz. Conscious rap num banger que toca em todos os clubs? Já para não falar que o “DUCKWORTH.”, para mim, é dos melhores sons de sempre de story telling.

 


[MELHOR PRODUTOR NACIONAL] Lhast

Platinas, discos de ouro e diversidade. Não há muito a dizer.

 


[MELHOR PRODUTOR INTERNACIONAL] Metro Boomin

Apesar da sonoridade já me cansar um bocado, o gajo trabalhou bué. Achava que este ano já não ia dar nada e que ia aparecer outro qualquer (como aconteceu com o Mustard), mas ele continuou muito forte.

 


[MELHOR FAIXA NACIONAL] “Aleluia” de Wet Bed Gang & Charlie Beats ou “Water” de Richie Campbell (feat. Slow J & Lhast)

Não me consigo decidir. São duas músicas bem diferentes, mas que mexem muito comigo.

 


[MELHOR FAIXA INTERNACIONAL] “Unforgettable” de French Montana feat. Swae Lee

‘Tou a dizer que é esta porque tenho mesmo que dizer uma. Houve muito boa música este ano, mas, como venho do dancehall, este som teve um gosto especial. O refrão do Swae Lee surpreendeu-me muito. Ficou em repeat durante algum tempo.

 


[MELHOR DISCO NACIONAL] Lisboa de Richie Campbell

É o momento Blacklisted do Richie. Fechou-se no mundo dele, procurou e trabalhou a sua identidade e o resultado é um projecto sólido com um bocado de tudo, mas sempre com um toque muito pessoal.

 


[MELHOR DISCO INTERNACIONAL] DAMN. de Kendrick Lamar

Não há muito mais que se possa dizer sobre este artista e sobre este álbum. Penso que é consensual este álbum estar pelo menos no Top5.

ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team