Kaytranada afinal não se vai estrear em Portugal

[FOTO] Direitos Reservados

O Rimas e Batidas avançou ontem uma notícia sobre a estreia de Kaytranada em Portugal, evento que, afinal, não é verdadeiro.

Num mail enviado ao ReB, o criador da marca responsável pela suposta vinda do produtor canadiano, Pedro Sousa, esclarece as intenções por detrás da criação do Baile Maracujália:

“Queremos continuar a produzir eventos gratuitos mas também queremos que eles cresçam. O evento do Kaytranada é fake (para já). A nossa ideia é lançar uma campanha de crowdfunding, “gostaram do nosso sonho? Vamos realizá-lo? Crowdfunding”. Vamos lançar uma lista de 20 possíveis artistas e garantimos no mínimo 3 eventos gratuitos. Caso não seja adquirido o valor para o Kaytranada, vamos descendo pela lista apresentada. Talvez resulte e possamos realmente fazer eventos completamente livres e democráticos.”

Depois de falarmos com fontes próximas dos promotores do evento — que atestaram a seriedade da marca e confirmaram que nunca tinham existido problemas em festas anteriores –, procurando confirmações extra como mandam as regras do bom jornalismo, decidimos avançar com a notícia que, como seria de esperar, gerou imediatamente entusiasmo nas redes sociais. O Rimas e Batidas, no entanto, vê-se obrigado a demarcar-se deste tipo de estratégias e a apresentar desculpas por ter contribuído para a propagação de uma notícia que carece de veracidade: nunca quisemos induzir ninguém em erro e vamos assumir esta falha como uma lição para o futuro.

 


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team