ISI Listening: DJ Harvey [02/07/2015]

[FOTO] Steve Stills/Red Bull Music Academy

 

Muito já se disse e escreveu sobre DJ Harvey mas tudo acaba por se resumir a um facto simples: é um dos DJs mais influentes do mundo. Porque de facto conhece e pesquisa música e porque qualquer coisa que faça parece transformar-se em objecto de culto, sejam festas, edits ou a sua banda de rock Map of Africa.

Harvey Bassett é britânico mas há anos que vive nos Estados Unidos, entre o Havai e Los Angeles. As suas raízes estão no punk, passam pelo hip hop, reggae, house, disco… Na verdade continuam a estender-se em várias direcções, apesar de normalmente ser apontado como guru do disco. Mas o que é realmente especial em DJ Harvey é que conhece e tem discos incríveis de todos os géneros, incluindo disco. Isso, um charme irresistível e um sentido de humor afinado, claro.

Falei com ele na Radio Oxigénio um dia antes da actuação no Lux. Foi uma conversa informal, com música nem sempre identificada (mas sempre em vinil e toda escolhida por ele) e com muito carinho partilhado por ouvintes que, na maior parte dos casos, seguem DJ Harvey há muito tempo. Há que dizer que a sua relação com Portugal é longa: Harvey tocou cá pela primeira vez ainda nos anos 90; tem vários amigos em Portugal (entre eles DJ Vibe); e gosta de fazer surf na nossa costa. Aparentemente, a fascinante Quinta da Regaleira, em Sintra, é a sua descoberta mais recente em território luso e Harvey fala disso com bastante entusiasmo.

(E se o meu inglês tropeça um pouco, é dos nervos!)

 

 

*Agradecimentos ao LuxMellow Management e a DJ Harvey pela entrevista.

Isilda Sanches

Escreveu em jornais como Se7e, Blitz, Já, Independente ou Diário de Noticias. Fez radio na XFM, Voxx e Marginal, fundou e coordena a Rádio Oxigénio. É bastante melga quando gosta de alguma coisa.

Latest posts by Isilda Sanches (see all)