GAIKA em dose dupla: nova mixtape e entrevista com Jeremy Corbyn

[TEXTO] Pedro João Santos [FOTO] Wunmi Onibudo

O “ghettofuturism” de GAIKA acaba de ganhar nova forma. Um ano depois do seu disco de estreia Basic Volume, o londrino edita Heaters 4 the 2 Seaters, a sua terceira mixtape. O cantor Azekel, o DJ jamaicano Spragga Benz e Dean Blunt (Hype Williams), entre outros, ajudam a temperar o programa subversivo de GAIKA com um delírio infantil (adulterado).

Se Basic Volume era pessoal — uma “parábola” da imigração e uma reacção ao “imperialismo enviesado” que encontrava no Brexit —, este projecto não o deixa de ser. O polímato londrino traz-nos o seu “fascínio de criança”, citando como referências os “big body whips [que se traduz para algo como grandes carros], os Wu-Tang Clan, o incessante zapping por entre canais de informação de 24 horas, filmes de heroic bloodshed [cinema de acção de Hong Kong] e [episódios clássicos do] MTV Cribs”. O resultado? “Uma experiência de televendas, repleta com produtos compráveis in-game, culpa liberal, deportações tax-free e a guerra contra as drogas.”



Mas GAIKA está intrinsecamente associado às problemáticas do seu tempo— basta ver a sua entrevista a Jeremy Corbyn, líder do Labour Party e da oposição britânica no Parlamento, sobre alterações climáticas e a permanência de lógicas imperialistas no Reino Unido — e isso é extensível à sua música. Crítico vocal da tentativa de censura da música drill por tribunais britânicos, o artista não se limitou a escrever uma peça sobre o assunto para a Dazed, publicação com a qual colabora regularmente: nas novas faixas, incluindo “E180”, emula a batida pulsátil que tipifica o género.

Não é preciso estranhar a ambição de GAIKA Pedro Tavares, que editou o seu primeiro álbum pela Warp, com o auxílio de SOPHIE, Aart ou Nick Leon, e a propósito do qual encetou a série Basic Volume Combat Sports, com DJ sets, performances ao vivo. Em 2018, também enveredou pela curadoria de SYSTEM, uma instalação de arte em união com a Somerset House. O seu desejo de se continuar a multiplicar é uma manifestação gritante.


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team