Foi lançado um guia para a arte que enche as nossas paredes (e não só)

[TEXTO] Pedro João Santos [FOTO] Bruno Lopes

A arte urbana portuguesa foi documentada em livro. Street Art — Guia de Grandes Artistas Portugueses, com curadoria de Lara Seixo Rodrigues, reúne os perfis e as obras de 16 autores, incluindo Vhils, AkaCorleone, Mário Belém e Pantónio. Está disponível em edição com chancela da editora Zest desde Dezembro.

Os artistas que acederam ao convite (de uma lista de 25) seleccionaram as imagens que representam a sua obra. Um dos focos do livro é a “diversidade”, conforme disse a comissária, também responsável pela plataforma artística Mistaker Maker, à agência Lusa. São múltiplas as linguagens plásticas e “técnicas que se podem misturar”, as formas de “[pensar] a rua” e a “mensagem” que se deseja expressar.

“Temos estéticas que se prendem mais com o universo do graffiti“, frisa — como por exemplo o portuense Hazul —, a par de outras que enveredam pelo stencil, como Daniel Eime, artista das Caldas da Rainha, ou pelo lettering, como Halfstudio (Mariana Branco e Emanuel Barreira).

Este livro abarca um largo espectro geográfico, do Porto visto por MrDheo ou Frederico Draw à Lisboa de Samina, Bordalo II (célebre pelos seus Big Trash Animals) ou Tamara Alves (e o seu estilo erótico e desconstruído). E há ainda espaço para o universo fantasioso dos murais de Kruella D’Enfer, a sátira de ±maismenos± e a fixação tridimensional do artista Third.


ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team