Festival Rimas e Batidas: DJ Ride e Holly a puxar pela dança no Musicbox

[TEXTO] Gonçalo Oliveira [FOTO] Bruno Martins

Boom bap, trap, bass e, claro, J Dilla, foram os vários trunfos que DJ Ride jogou nesta noite de all in no Musicbox, curada pelo Rimas e Batidas para encerrar a segunda edição do festival que dá nome à nossa plataforma. Ao mesmo tempo, marca o segundo aniversário desta revista digital.

O DJ das Caldas da Rainha, que já representou no nosso país ao mais alto nível nos campeonatos de DMC, surgiu no Musicbox com um palno: começar no clássico e levar-nos numa breve história pelos vários caminhos que o hip hop tem percorrido desde a sua criação. No geral, foi mesmo isso que celebrámos neste festival. A variedade de sons, as várias escolas que têm surgido no panorama nacional e todo esse amor pelas rimas e as batidas.

Do fast flow de Busta Rhymes a uma remistura de “Alright” de Kendrick Lamar, entrando, depois, nessa grande viagem que provem da fusão do hip hop à electrónica. Um set que daria pano para mangas se se estendesse pela madrugada fora.

Foi exactamente no expoente máximo do digital e do experimentalismo que entrou Holly – irmão e colega de Ride na sua recém-formada We Many, que desde cedo começou a puxar pelos graves com Future e Earl Sweatshirt.

Mas a dupla não esteve sempre a solo, houve momentos em que Ride controlou os pratos e Holly a MPD, para misturas mais acutilantes que tinham reservadas para esta despedida em grande do segundo dia do Festival Rimas e Batidas. Agradecemos a todos os que estiveram presentes que nos ajudaram a fazer a festa e, claro, por nos lerem e nos acompanharem neste especial primeiro ano de vida.

 


 

Por motivos técnicos não conseguimos obter as fotos desta ultima actuação na hora. Algo que iremos publicar durante o dia de amanhã.

ReB Team

ReB Team

Facebook.com/rimasebatidas
Twitter: @rimasebatidas
Instagram: @rimasebatidas
SoundCloud.com/rimasebatidas
YouTube.com/c/rimasebatidas
Mixcloud.com/rimasebatidas
ReB Team